Notícias

Alterar o idioma do Blog

Texto

As matérias mais recentes do Folha de Tucuruí

Últimas matérias do Folha

Publicidade

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Recesso temporário...

             
Olá amigos, o Raimundo Concursado em virtude da Lei Eleitoral e por ser pré-candidato a vereador, não poderá mais ser o responsável pelo blog e não poderá mais ser editor do Folha de Tucuruí a partir do dia 02 de julho.
    
Enquanto não for decidido quem vai assumir a edição do Folha de Tucuruí, o Blog permanecerá em recesso temporário. 
      
Um grande abraço.
    
Equipe Folha.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Prefeito Sancler gasta meio milhão da Prefeitura de Tucuruí em propaganda eleitoral disfarçada

Propaganda eleitoral mentirosa paga com dinheiro público, a UNACOM em Tucuruí não funciona e só é referencia para políticos mentirosos e enganadores.
O Prefeito Sancler Ferreira gastou (por enquanto) R$ 500.000,00 (Meio milhão) para fazer 50.000 revistas com propaganda eleitoral disfarçada de propaganda institucional da Prefeitura, e pior, propaganda mentirosa. 
       
Ema matérias da revista com 64 páginas, mais a capa, o Prefeito coloca a Orla de Tucuruí, como se já estivesse pronta e a UNACON, uma unidade de tratamento do câncer, como se já estivesse funcionando, sendo que não existe previsão realista de quando a UNACOM vai funcionar... Se é que realmente vai funcionar um dia. Por falar em Hospital Regional de Tucuruí, segundo os médicos e seu sindicato, o Regional parece um hospital de guerra, falta tudo no Hospital, inclusive falta vergonha na cara do governador e do prefeito Sancler pela incompetência e pelas mentiras pagas com dinheiro do povo.
        
Assim o Prefeito custeia propaganda eleitoral mentirosa com recursos públicos e a população de Tucuruí paga para que ele mentir e enganar. Uma vergonha.
      
Veja o vídeo com o João Golveia, Diretor Administrativo do Sindicato dos Médicos do Pará, no vídeo ele denuncia a situação do Hospital Regional de Tucuruí, que segundo ele é de calamidade pública.
       
video

O golpe do Carnaré
     
Está sendo muito comentado pela cidade a idéia do prefeito de fazer a festa do Carnaré em setembro (só podia ser o Sancler mesmo), para que junto com a festa ele possa inaugurar a Orla do Canal das Eclusas, obra executada com dinheiro do Estado e por emenda parlamentar do Deputado Priante (PMDB). 
      
O Prefeito pretende, segundo dizem, usar a obra da orla junto com o Carnaré, como desculpa para fazer propaganda eleitoral, Sancler está desesperado para eleger seu sucessor, que não decola nem com reza braba, por isso estas manobras e este derrame de dinheiro público. O Prefeito teria dito que se a festa for em setembro na orla ele vai investir R$ 250.000,00 caso contrário ele não vai investir nada.
       

domingo, 26 de junho de 2016

Ciro dá um show de economia e diz: Estado mínimo é conversa fiada de barão que está de bucho cheio...

Um vídeo imperdível, Ciro mostra a verdade sobre a nossa economia e o desastre que nos espera caso não mudemos drasticamente nosso modelo econômico, modelo este que o mercado e o neoliberalismo mundialmente fracassado e burro nos impõem.
     

sábado, 25 de junho de 2016

TUCURUÍ: MPPA recomenda cumprimento do Regime Jurídico e nomeação de aprovados conforme TAC

TUCURUÍ: MPPA recomenda cumprimento do Regime Jurídico e nomeação de aprovados conforme TAC

               
24/06/2016 às 08:52
           
O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Tucuruí, expediu nesta quarta-feira (23) Recomendação, ao prefeito Municipal para que cumpra o disposto no Regime Jurídico Único de Tucuruí, para que os servidores do magistério sejam convocados na segunda listagem do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado e tomem posse até o dia 30 de junho e que sejam providos os cargos dos candidatos desistentes. O TAC assinado prevê o provimento de 310 cargos.
               
Após a realização do concurso foi firmado um TAC para assegurar a nomeação dos candidatos aprovados e que posteriormente seriam nomeados até o dia 20 de abril/16 .
          
"Ocorre que a prefeitura realizou manobras para não cumprir o TAC, dentre eles convocou os professores , mas quer dar posse só em agosto, 90 dias após a convocação em descumprimento ao RJU, além do que, não convocou candidatos aprovados no cadastro de reserva para preencher a vaga dos candidatos desistente que totalizam 69 (sessenta e nove) cargos vagos", explicou a promotora de Justiça Adriana Passos Ferreira, que assina a recomendação.
     
Na segunda listagem do Concurso, foram nomeados 38 (trinta e oito) aprovados para os cargos de magistério. Houve habilitação, mas até o momento, ninguém tomou posse.
        
De acordo com o MP, muitas denúncias foram recebidas, onde constam que servidores do grupo de magistérios foram convocados, mas que só entrariam em exercício em agosto de 2016, ou seja, 90 dias após a convocação.
"Por meio de Ofício oriundo da Secretaria Municipal de Administração foi confirmado que os professores foram nomeados, mas só entrarão em exercício em agosto do ano corrente, alegando de que geraria ônus para administração pública" disse Adriana Passos.
           
Conforme consta no Art.14 do RJU, a Posse é a aceitação expressa das atribuições, deveres e responsabilidades inerentes do cargo público com o compromisso de bem servir, formalizada pela assinatura do respectivo termo, devendo ocorrer no prazo de 30 dias, contados da publicação do ato de provimento, prorrogável por mais 30 dias, a requerimento do interessado.
          
Diante dos fatos, o MPPA recomenda ao Prefeito Municipal de Tucuruí, que cumpra o disposto no art.14, do Regime Jurídico e os aprovados tomem posse até o dia 30 de junho. No prazo de 30 dias, devem ser providos os cargos dos candidatos desistentes da primeira e segunda chamada para cumprimento de cláusula do TAC, com provimento de 310 cargos.
         
O descumprimento da Recomendação acarretará o ajuizamento das medidas legais cabíveis.
             
Texto: Ana Paula Lins (com informações da Promotoria de Justiça de Tucuruí)
Revisão: Edyr Falcão

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Tucuruí uma cidade rica de dinheiro mas pobre de políticos

Prefeito de Tucuruí - Sancler ferreira (PPS)
Tucuruí está muito perto de se tornar a quarta arrecadação de todo Estado do Pará, só perde para Ananindeua por pouco mais de duzentos e quarenta mil reais (R$ 240.567,01). Ananindeua recebeu R$ 50.585.565,59 e Tucuruí recebeu R$ 50.344.998,58 só no primeiro semestre de 2016, isso fora os Repasses Federais. A Prefeitura de Tucuruí recebe quase oito milhões e quatrocentos mil por mês só do Governo do Estado.
       
Para ter uma ideia, vamos comparar os municípios de Ananindeua e Tucuruí, ambas as cidades tem quase a mesma arrecadação em repasses do Governo do Estado.
       
Tucuruí
Área 86 KM²
População 107.189
Arrecadação: R$ 50.344.998,58
    
Ananindeua
Área 185,1 KM²
População 470.819
Arrecadação: R$ 50.585.565,59
      
Como podemos ver, mesmo tendo praticamente a mesma arrecadação, Tucuruí tem a metade do território de Ananindeua e Ananindeua tem quatro vezes e meia a população de Tucuruí, pensem que o prefeito de Ananindeua consegue administrar uma cidade muito maior que Tucuruí em tamanho e número de habitantes com os mesmos recursos que o Prefeito Sancler. Para onde vai tanto dinheiro?
    
Tucuruí recebeu mais repasses do que muitos municípios bem maiores em tamanho e número de habitantes, Tucuruí é uma cidade rica, o problema é que falta Prefeito e falta vereador de verdade em nossa cidade, politiquelhos estes que em vez de desviar os recursos públicos, deveriam investir este dinheiro em educação, saúde, emprego e saneamento básico para a nossa população.
       
Como dizem os caboclos em sua ironia: O problema de Tucuruí é a fartura, falta emprego, falta saúde e falta educação de qualidade, falta saneamento básico, falta Prefeito, falta vereador e o mais importante de tudo, falta vergonha na cara para os polítiquitos que governam nossa cidade, é fartura que não acaba mais.
       
Vejam as seis maiores arrecadações do Estado do Pará.
        
Fonte: SEFA/PA
       
1 - Belém
ICMS - 175.297.783,18
IPVA - 32.639.744,55
IPI - 3.781.741,21
Total R$ 211.719.268,94
 
2 - Parauapebas
ICMS - 114.738.582,61
IPVA - 5.655.781,79
IPI - 2.475.283,02
Total R$ 122.869.647,42
   
3 - Marabá 
ICMS - 53.983.079,93
IPVA - 5.487.222,67
IPI - 1.164.589,96
Total R$ 60.634.892,56
   
4 - Ananindeua
ICMS - 41.616.047,07
IPVA - 8.071.725,53
IPI - 897.792,99
Total R$ 50.585.565,59
   
5 - Tucuruí  
ICMS - 48.094.016,66
IPVA  - 1.213.438,14
IPI - 1.037.543,78
Total R$ 50.344.998,58
   
6 - Barcarena
ICMS - 34.156.566,93
IPVA - 1.206.062,11
IPI - 736.867,83
Total R$ 36.099.496,87