Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

terça-feira, 3 de outubro de 2017

TCM faz uma Inspeção Extraordinária e Tomada de Contas no IPASET

O IPASET está sob fiscalização do TCM.
                
Ontem servidores do Tribunal de Contas dos Municípios estiveram no IPASET para uma Inspeção Extraordinária e estiveram reunidos com o Conselho Fiscal anterior e com a direção atual do Instituto.
                   
A comissão nos termos do Artigo 67 do RITCM/PA, requer a disponibilização de todos os saques efetuados, extratos bancários das aplicações e rendimentos, folha de pagamento, bem como demais documentos que a Equipe Técnica entender necessários referentes aos exercícios de 2013 e 2014.
                         
Ontem o Raimundo foi resolver um problema de um funcionário da PMT no IPASET e quando chegou, soube da reunião do TCM, então ele resolveu participar da reunião como representante do SINSMUT.
                    
Em sua manifestação diante dos representantes do TCM, o Raimundo renovou as denuncias do IPASET no Folha de Tucuruí e cobrou do TCM providências no sentido de apurar as irregularidades e os desvios de dinheiro da Previdência Municipal, segundo o Raimundo chegou-se ao absurdo de vários cheques do IPASET no valor de R$ 80.000,00 (oitenta mil) e até cheque de R$ 180.000,00 duzentos mil, serem sacados em espécie na boca do caixa do banco, uma coisa inacreditável.
                        
O Raimundo questionou os servidores do TCM sobre ausência de fiscalização do Tribunal de Contas dos Municípios sopre o Instituto Municipal, questionou o Conselho Fiscal e o Conselho Administrativo do IPASET, e também questionou a atuação da Câmara Municipal representada pelos vereadores, que não fiscalizaram e ainda aprovaram ilegalmente dois parcelamentos de dívidas do IPASET!
                       
Raimundo disse aos servidores que caso o TCM não tivesse se omitido, os prejuízos à previdência municipal poderiam ter sido bem menores, mas que mesmo tardiamente, ele espera que desta vez tudo seja apurado e os desvios dos recursos do IPASET sejam sanados, e os recursos desviados devolvidos aos cofres públicos.
                           
Raimundo disse ainda ter esperança que o TCM deixe de ser um Tribunal Faz de Contas dos Municípios (O governo finge que cumpre a Lei e o TCM finge que fiscaliza), e passe a ser efetivamente um Tribunal de Contas dos Municípios do Pará fiscalizando e zelando pelo erário e pelo interesse público.
           
Vejam as imagens da reunião.
             
           
           
Termo de Abertura de Inspeção Extraordinária TCM
             
                   

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Ato público em Tucuruí pelo assassinato do Prefeito Jones Willian

             
Um ato público marcou os 60 dias do assassinato do Prefeito Jones Willian, os manifestantes acenderam velas na Praça do Rotary e na Delegacia de Tucuruí.
                
Os manifestantes disseram que vão aguardar completar os 90 dias do assassinato do Prefeito Jones, e se não tiverem uma resposta das autoridades paraenses, pretendem acionar outros órgãos dos Direitos Humanos no Brasil e na ONU, como o Conselho Nacional dos Direitos Humanos do Brasil, e irão denunciar o Governo do Estado do Pará ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e solicitar que o órgão investigue o crime.
           
Imagens da manifestação:
         
Praça do Rotary
                
           
           
           
Delegacia de Tucuruí
                 
                        
               

sábado, 16 de setembro de 2017

Rombo nas finanças da ASERT (Associação dos Servidores Municipais) pode ultrapassar um milhão e quinhentos mil

               
O rombo nas finanças da ASERT (Associação dos Servidores Municipais) pode chegar a R$ 1.500.000,00 (Um milhão e quinhentos mil Reais), são inúmeras dívidas, inúmeros títulos protestados, o nome da ASERT no SPC e inúmeros cheques sem fundos.
                
Como se não bastasse isso, dados e registros financeiros e administrativos foram apagados dos computadores e quase toda a documentação desapareceu.
          
A direção da ASERT está pedindo aos credores da ASERT que compareçam na sede da Associação levando os comprovantes de débitos da Associação com as suas empresas, para que a direção tenha ideia do tamanho da dívida e negociar o pagamento.
             
Existem indícios de vários crimes praticados pela administração anterior da ASERT, entre eles Estelionato (Cheques sem fundos), Gestão Temerária, Apropriação Indébita de documentos da Associação, Favorecimento ilícito entre outros.
               
O fato é que em Tucuruí a coisa sempre correu solta e é o paraíso da corrupção, a certeza da impunidade incita e incentiva a apropriação de dinheiro público das instituições em nossa cidade. Denuncias de corrupção na Prefeitura e Câmara Municipal de Tucuruí sempre deram em nada mesmo quando estas denúncias viram processos judiciais, os desvios e prejuízos causados à ASERT também sempre ficaram por isso mesmo e quem paga a conta são os servidores municipais associados, cada prefeito que entra cobre os mal feitos dos antecessores, assim como cada nova Diretoria da ASERT cobre ou se omite em relação aos mal feitos das gestões anteriores  e os prejuízos causados à Associação e aos servidores municipais associados.
                
Esperamos que tanto o Prefeito Artur Brito, assim como a nova direção da ASERT não cometam o mesmo erro, e não compactuem com os desvios e as malversações do dinheiro público praticados por seus antecessores.
            
No caso da ASERT, a nova Diretoria já fez um BO (Boletim de Ocorrência) na Delegacia de Tucuruí orientada por seu advogado, e deve adotar as medidas cabíveis para tentar amenizar os prejuízos causados à instituição. A nova direção tem o dever e a obrigação de defender os interesses da ASERT e dos seus associados, apurando com rigor as responsabilidades pela má gestão de Diretores passados da Associação, recuperando o que for possível para amenizar os prejuízos. 
              
Caso a nova Diretoria não tome as medidas cabíveis em defesa da instituição, estará compactuando e se tronando cúmplice de todos os atos das gestões anteriores da ASERT, o que é inaceitável.
           
Vejam o BO feito na delegacia e o relatório do SPC, lembrando que o que consta no relatório do SPC é apenas uma parte das dívidas da ASERT..
                         
BO 
           
Boletim de Ocorrência
Relatório do SPC
       
         

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Comissão de Direitos Humanos da OAB esteve em Tucuruí para acompanhar as investigações da morte de Jones William

Foto de ontem da reunião da comissão da OAB Direitos Humanos do Estado do Pará, com representante do MPE para acompanhar o andamento das investigações sobre a morte do Prefeito Jones William.
A Comissão de Direitos Humanos do Pará esteve ontem em Tucuruí para acompanhar as investigações sobre o assassinato do Prefeito Jones William. A comissão foi provocada pelo abaixo-assinado de milhares de tucuruienses indignados com o assassinato brutal do Prefeito Jones William. Também esteve presente a Senhora Graciele Galvão viúva do prefeito e representante da Comissão Queremos Justiça.
         
Na última Sessão da Câmara Municipal o vereador Gualberto se posicionou pelo esclarecimento do assassinato do Prefeito Jones, que segundo ele teria sido assassinato por não ter cedido às propostas espúrias e por se recusar a participar de esquemas de corrupção e desvios de dinheiro público da Prefeitura de Tucuruí, o mesmo aconteceu com os prefeitos Russo em Goianésia e Diego em Breu Branco.
              
A nova geração de Prefeitos se recusa a dar continuidade aos velhos esquemas de corrupção e por isso provoca a ira de muita gente que está acostumada a enriquecer desviando dinheiro público das prefeituras, um esquema que fatura bilhões anualmente. 
               
A prefeitura de Tucuruí recebe em média R$ 20 milhões por mês de repasses e é a quinta arrecadação do Estado do Pará, a PMT já chegou a receber R$ 34 milhões em um só mês (dezembro 2016), mas recebendo em média R$ 20 milhões em quatro anos, que é um mandato, a PMT recebe R$ 960 milhões (quase um bilhão), e em oito anos recebe R$ 1.920.000.000,00 um bilhão novecentos e vinte mil reais. Agora imaginem em 30 anos e calculem o volume absurdo de dinheiro desperdiçado e desviado de Tucuruí em três décadas?
                
Com uma arrecadação destas e pelo tamanho de Tucuruí, nossa cidade deveria ser a mais bem cuidada do Brasil. Só o ex-prefeito Sancler recebeu quase dois bilhões durante seus oito anos de mandato, fora os recursos que recebeu do Governo Federal e Estadual para fazer escolas, creches, praças, quadras de esportes, asfalto etc., e mesmo assim com tanto dinheiro, diversas obras ficaram inacabadas. A prefeitura de Tucuruí em oito anos praticamente não fez obras com recursos próprios, apesar de ter recebido quase DOIS BILHÕES EM REPASSES. Não admira os inúmeros processos a que responde o ex-prefeito.
     
Por outro lado à ira e o ódio que provocam os Prefeitos que se recusam a participar dos velhos esquemas de corrupção nas prefeituras é tanta, que não se contentam em matar somente o corpo, mas querem destruir até mesmo a imagem e a memória do Prefeito assassinado (como acontece com o Jones), que é perseguido até mesmo depois de morto, uma covardia a mais já que perseguem quem não pode mais se defender, e o que é pior, a maioria calunia a vítima de forma anônima e mais covarde ainda.
       
No entanto, como disse o Gualberto: Deus é justo e quem planta colhe, pois a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
              
Não adianta, podem fazer o que quiserem, a verdade prevalecerá e a justiça será feita com o poder de Deus, que vai comandar e orientar a justiça dos homens. 
                  
A justiça será feita e o nosso Prefeito Jones William finalmente poderá descansar em paz e Tucuruí poderá seguir em frente e ser feliz como ele sempre quis.
               

Vejam a fala do Vereador Gualberto na Tribuna da Câmara Municipal.
              
video
     
Vejam esta matéria da OAB Pará. https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1452362968212805&id=230073390441775
             

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Tucuruí está "travada" politicamente e vive hoje um verdadeiro nó

               

Muitos têm perguntado por que o Folha de Tucuruí está tão “parado” e demora a atualizar o blog.
              
Acontece que o Folha de Tucuruí é um blog essencialmente voltado para a política, sendo assim os temas das nossas postagens são sobre os fatos e a realidade politica do nosso município.
         
Acontece que antes do assassinato do Jones, para nós a politica de Tucuruí era um livro aberto, pois nós conhecemos quase todos os atores da politica tucuruiense e sabemos como funciona a política e o poder público em Tucuruí, aliás, conhecíamos. 
             
O assassinato do Jones foi um divisor de águas na politica em Tucuruí, antes tínhamos que lidar com desvios, roubo de dinheiro público e armações de políticos, religiosos e empresários, no entanto agora além destes a politica de Tucuruí passou a ter assassinos e pistoleiros em seu meio, coisa que nunca havia acontecido antes.
            
O assassinato do Prefeito Jones “embolou” e travou a política tucuruiense, agora não temos a mínima ideia do que está acontecendo e muito menos ideia do que vai acontecer. Temos a certeza de que o crime será desvendado, mas quem são os responsáveis? Quem está envolvido? Quais as consequências politicas destas prisões para Tucuruí?
            
Não tem como saber no momento, sendo assim só nos resta duas opções: A primeira opção é aguardar os acontecimentos e depois quando for possível entender tudo o que aconteceu, faremos nossas matérias com base em fatos e então vamos colocar a nossa opinião e o nosso posicionamento de forma responsável.
A segunda opção seria “chutar”, fantasiar e fazer como tantos imbecis nas redes sociais, que escrevem besteiras e dão notícias fakes para “aparecerem”, sem se preocuparem com a verdade ou em fazerem papel de irresponsáveis e idiotas.
            
Nós preferimos a primeira opção, que é divulgar e opinar sobre fatos concretos quando tudo se esclarecer, enquanto isso Tucuruí está travada em um nó apenas tentando mostrar alguma normalidade. A situação está muito difícil, todos desconfiam de todos e todos vigiam todos, qualquer atitude das autoridades dos três poderes já é motivo para boatos e desconfianças, e isso é muito complicado. O Folha não quer complicar e tumultuar ainda mais a cidade.
               
Não bastasse a situação crítica, ainda tem os idiotas que estão fazendo política partidária e campanha eleitoral neste momento ambicionando o poder, sem saber o que está realmente acontecendo, este grupo age como se fosse haver novas eleições e como se neste caso seu grupo ganharia e tomaria posse da prefeitura garantindo mamatas, cargos, dinheiro fácil, enriquecimento rápido e arquivamento de processos, isso sem terem conhecimento de quem está envolvido e o que realmente está acontecendo, ainda não caiu a ficha dos caras. Coisa de doido e fantasia de aloprados que estão completamente fora da realidade.
        
O Folha vai aguardar os acontecimento para depois, com base, informar a sociedade com segurança e responsabilidade como sempre fizemos.
        
Para falar mentiras e besteiras é melhor não dizer nada.
        
Mas para mostrar que estamos bem ativos, anunciamos que temos uma Matéria Bomba sobre a ASERT que deve ser publicada amanhã.
        
Um grande abraço a todos...
          
Equipe Folha de Tucuruí.