Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Últimas matérias do Folha

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Presidente do SINSMUT fala sobre o atraso de pagamento dos servidores municipais

O Presidente do SINSMUT foi entrevistado pelo Folha de Tucuruí e falou sobre o atraso de pagamento da Prefeitura de Tucuruí.
        
O SINSMUT está acompanhando os repasses da Prefeitura e chegou a estes valores: A Prefeitura de Tucuruí em janeiro recebeu do Fundo Nacional de Saúde R$ 1.943.478,74. Recebeu ainda em repasses de Receitas Vinculadas R$ 2.913.198,66. O total recebido pela Prefeitura em repasses em janeiro foi de R$ 4.856.677,40.
           
A Folha de pagamento bruta de dezembro é de 14.268.690,00.
              
A folha de pagamento líquido é de: 9.317.991,68 dividida entre as categorias:
            
Servidores efetivos (concursados), Folha Líquida: R$ 5.769.873,09
      
Servidores Contratados, Folha Líquida: R$ 3.074.499,91
      
Servidores em cargo de confiança e comissionados, Folha Líquida: R$ 473.618,13.
       
Acontece que a administração municipal ainda está com uma conta bloqueada, logo que for feito o desbloqueio a PMT poderá fazer o pagamento, iniciando com os efetivos, logo após os contratados e por último os servidores que exercem cargos de confiança e os comissionados.
     
O Folha torce para que tudo se resolva da melhor forma possível para todos, e para que possamos seguir em frente e virar esta página.
        

Vejam a entrevista com o Miranda:
      
      

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Notícias do pagamento de dezembro da Prefeitura de Tucuruí

Segundo informações do Raimundo Concursado (vice-presidente do SINSMUT), o pagamento de dezembro dos servidores municipais será feito em três etapas, amanhã serão pagos os efetivos, na segunda ou terça os contratados e na última etapa os cargos de confiança e comissionados. 
     
Segundo o Raimundo estas etapas são necessárias porque o Prefeito Jones ainda não conseguiu desbloquear uma conta da prefeitura, por conta de alguns procedimentos burocráticos.
       

Enquete: Enquete O que você acha da atual Câmara Municipal?

                 
O Folha fez uma enquete para saber o que a população de Tucuruí espera ou acha da atual Câmara Municipal. Apesar de apenas 21 pessoas ter votado, dá para se ter uma ideia do que pensa a maioria da população e bate com o que percebemos nas ruas.
    
Vejam o Resultado:
     
Enquete
      
O que você acha da atual Câmara Municipal?
     
Você acha que os vereadores atuais farão um bom trabalho? 7 (33%)
      
Serão iguais aos vereadores da legislatura passada? 6 (28%)
     
Serão ainda piores que seus antecessores? 5 (23%)
     
Estou em dúvida... 3 (14%)
     

O resultado foi que 33% acham que os atuais vereadores farão um bom trabalho, e 51% portanto a maioria da população acredita que os atuais vereadores serão iguais ou pior que os vereadores da legislatura passada (se isso for possível).
      
A Câmara Municipal está desmoralizada depois de várias legislaturas desastrosas e completamente incompetentes e inúteis. Os vereadores tem a obrigação de fiscalizar, representar a população e ajudar o Prefeito a fazer uma boa administração, e não atrapalhar com achaques e impondo a contratação de milhares de apaniguados pela prefeitura, como tem acontecido nas últimas legislaturas.
      
Compete agora aos novos vereadores mudar a opinião e esta visão da população quanto à Câmara Municipal. É hora do vereador de parar de legislar em causa própria e trabalhar em prol da população de Tucuruí.
       

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Tucuruí - Centenas de contratados exonerados insistem em continuar trabalhando na Prefeitura

             
No dia 31 de dezembro de 2016, o ex-prefeito Sancler Ferreira exonerou todos os contratados da Prefeitura de Tucuruí através de três decretos, mesmo assim centenas de contratados insistem em permanecer em seus antigos postos de trabalho. 
            
É lamentável, pois sabemos que os contratados precisam do emprego, no entanto o atual Prefeito Jones Willian precisa reduzir a folha de pagamento e como os concursados não podem ser demitidos, o Prefeito não tem como recontratar estas pessoas sem onerar a folha de pagamento e comprometer o pagamento dos servidores municipais, e ainda por cima prejudicar toda a população de Tucuruí.
           
O lamentável é que alguns chefes e Secretários ao se omitir e ao permitir que estas pessoas continuem trabalhando estão na verdade as prejudicando, já que estas pessoas não vão receber o salário de janeiro, estão trabalhando de graça, e ainda estão perdendo o tempo que poderia ser utilizado para procurar um novo emprego ou procurar outra atividade econômica.
      
Sancler inchou a folha de pagamento da Prefeitura duas vezes no período eleitoral, primeiro contratando centenas de pessoas visando à campanha eleitoral, e depois inchando ainda mais a folha de pagamento de dezembro com todo tipo de gratificações e horas extras. Havia também situações absurdas, como por exemplo, servidores que tinham duas portarias diferentes na mesma Secretaria, ou seja, ocupava dois cargos ao mesmo tempo e ainda recebiam gratificações como, por exemplo, gratificação por dedicação exclusiva, horas-extras, também tinha, por exemplo, servidor que exercia a função de zelador, mas tinha portaria de fiscal, adicional noturno e horas extras, outros ganhavam sem trabalhar e só compareciam nas Secretarias para pegar o holerite, quando iam, alguns recebiam o holerite em casa para não terem o trabalho de ir ao local de trabalhom muitos eram parentes, amigos e até amantes de chefes, Secretários e vereadores. E estes são apenas alguns exemplos, coisas absurdas como estas eram quase rotina na administração municipal.
     
Tem também a superlotação das Secretarias, a CTTUC, por exemplo, tinha mais de 80 servidores e está funcionando hoje com 34, e esta situação ocorria em todas as Secretarias, centenas de servidores concursados em desvio de função ou sendo fantasmas, e contratados ocupando os cargos, uma coisa de louco, não tem Prefeitura que aguente um esculacho destes. Devido a isso e com o cadastro, os concursados deverão voltar a exercer os seus cargos e voltar para as suas Secretarias de Origem. Os servidores serão lotados em órgãos perto de suas casas e com isso a PMT vai economizar em vale transporte, os servidores concursados também serão relocados para ocupar os cargos ocupados anteriormente pelos servidores temporários.
       
Com o descalabro da administração Sancler Ferreira, a folha de pagamento que já era alta, cerca de 12 milhões, no período eleitoral passou a mais de 14 milhões. Sancler deixou uma Folha de Pagamento de mais de 14 milhões em dezembro, mais dívidas com o SINSMUT, ASERT, Viação Tucuruí (Vale Transporte)... Só de vale transporte a PMT deve mais de 2 milhões para a Viação. Tem também milhares de indenizações trabalhistas de contratados e cargos de confiança. Isso sem contar com mais de 10 milhões em dívidas com fornecedores, tem também a Saúde sucateada e a cidade coberta pelo lixo.
        
Só de Folha de Pagamento de dezembro e janeiro, Jones terá de pagar em torno de 26 milhões. Estima-se que a PMT levará em torno de quatro meses para se recuperar e para efetivamente começar os investimentos e melhorias para acidade. No entanto os prejuízos causados a Tucuruí pelo ex-prefeito Sancler vão permanecer por pelo menos mais duas décadas, Sancler parcelou os 41 milhões de dívida com o IPASET em vinte anos. Jones e mais os quatro futuros prefeitos de Tucuruí terão que pagar esta dívida.
          
Diante desta situação caótica o Prefeito precisa reduzir despesas de qualquer forma, até que as finanças da PMT estejam saneadas.
          
O pagamento de dezembro deve ser pago ainda esta semana, como o valor é muito alto e a Prefeitura não tem dinheiro suficiente, a PMT deverá dar prioridade ao pagamento dos concursados e à folha líquida, parcelando o pagamento dos encargos. Não existe outra solução.
          
O Prefeito e Secretários também vão participar do esforço para recuperar a Prefeitura e vão abrir mão dos aumentos concedidos pela Câmara Municipal.
         
Vejam os decretos de demissão assinados pelo ex-prefeito Sancler Ferreira e datados de 31 de dezembro de 2016. A partir de 01 de janeiro de 2017, não existem servidores temporários na Prefeitura de Tucuruí. As únicas portarias assinadas até agora foram as portarias dos Secretários.
        
Vejam os decretos de exoneração assinado pelo ex-prefeito Sancler Ferreira.