Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Eleição ASERT Chapa 1

Eleição ASERT Chapa 1
Eleição ASERT Chapa 1

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Tucuruí - MPF pede que Ibama não seja fechado sem estudo

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que a decisão da autarquia de desativar a unidade de Tucuruí, no sudeste do Pará, só seja concretizada se antes forem feitos estudos que garantam que a medida não prejudicará a proteção do meio ambiente na região. Além que, o fechamento da unidade seja condicionado à realização de debates do instituto com a sociedade.
     
As recomendações à presidência do Ibama foram encaminhadas na segunda-feira (29). Eles têm o prazo de cinco dias para apresentarem a resposta. 
    
O escritório regional do Ibama em Tucuruí atua em uma área de 44 mil quilômetros quadrados, abrangendo os municípios de Tucuruí, Baião, Pacajá, Goianésia do Pará, Breu Branco e Novo Repartimento. E, por atuar constantemente na região do lago da usina hidrelétrica de Tucuruí, as atividades de fiscalização desse escritório também ocorrem em Jacundá e Itupiranga.
    
Segundo o MPF, o diálogo social sobre a decisão da autarquia deve levar em conta, sobretudo, as peculiaridades da região, como a presença de terras indígenas na área de atuação do escritório regional, os permanentes impactos decorrentes da instalação, ampliação e operação da usina hidrelétrica de Tucuruí, a pesca predatória no rio Tocantins, a extração ilegal de madeira (inclusive a submersa), e as carvoarias irregulares, que muitas vezes submetem seus trabalhadores à condição análoga à de escravo, dentre outras questões.
    
Investigações realizadas pela Procuradoria da República em Tucuruí apontam que monitorar o desmatamento via satélite não é suficiente para evitar as irregularidades ambientais cometidas na região.
    
Segundo analistas do próprio Ibama, nas margens do lago da usina hidrelétrica há uma tendência à ocorrência de pequenos focos de desmatamento que dificilmente são visualizados nas imagens de satélites. (DOL com informações do MPF).
  ---------------------------------------------
  
Opinião do Folha - É bom lembrar que apesar da presença do IBAMA em Tucuruí empresários e políticos locais, inclusive a própria Prefeitura Municipal tem cometido diversos crimes contra o meio ambiente no município e até em municípios vizinhos,  como, por exemplo, a dragagem do leito do rio e da areia das praias do Rio Tocantins, do lado do Município de Breu Branco.
    
Com a saída do IBAMA, os criminosos se sentirão ainda mais livres para a prática de crimes ambientais no município e no entorno de Tucuruí.
     

Infelizmente no caso da Prefeitura Municipal, a quase totalidade dos crimes ambientais cometidos em Tucuruí, e apesar das denuncias, ficam impunes devido à blindagem política do Prefeito da cidade.
                
ISSO É UMA VERGONHA!!!
   

EUA têm acesso a todas as atividades de usuários na internet

Programa da NSA permite monitoramento de e-mail, chat e histórico de navegação de internautas
     
Um programa secreto da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos permite que técnicos acessem extensas bases de dados que contêm e-mails, bate-papos online e históricos de navegação de milhões de internautas em todo o mundo, segundo documentos obtidos pelo fugitivo americano Edward Snowden.
    
De acordo com reportagem do jornalista Glenn Greenwald, publicada no “Guardian” nesta quarta-feira, o programa se chama XKeyscore e abrange quase tudo que um usuário comum faz na internet.
    
Os dados podem ser extraídos sem autorização judicial prévia, apenas mediante preenchimento de um formulário online, com informações vagas e autorizados por supervisores.
    
O jornal britânico destaca que a existência do XKeyscore confirma a afirmação de Snowden, negada por funcionários americanos, de que a NSA pode fazer qualquer escuta telefônica, se tiver um endereço de e-mail pessoal.
Uma série de slides marcados com as palavras top secret foram publicados no site do “Guardian”, que parece ser o treinamento interno dos funcionários da inteligência americana, mostrando as possibilidades do programa.
    
Fonte: O Globo
    

terça-feira, 30 de julho de 2013

Como se defender de um cão feroz?


por Por Yuri Vasconcelos
   
O ideal, claro, é evitar o confronto corpo a corpo. "Se encontrar um cachorro bravo, jamais olhe-o nos olhos, porque ele interpretará isso como um desafio", afirma o médico-veterinário Mauro Lantzman, professor de Psicobiologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, são notificados, no Estado, cerca de 130 mil acidentes com animais por ano - e os cães são, disparado, os principais agressores, responsáveis por 85% dos ataques. 
      
Além dos ferimentos provocados pelas mordidas - que podem ser fatais -, existe o risco de transmissão da raiva, doença que, se não for tratada a tempo, também pode levar à morte. Algumas cidades brasileiras já seguiram o exemplo de países como a Inglaterra, criando leis que obrigam raças mais perigosas a usar focinheira em lugares públicos. 
      
Em Curitiba, a medida vale para pastor alemão, fila, rotweiller, doberman, mastim napolitano, american staffordshire, pitbull e bull terrier - e qualquer outro cão com mais de 20 quilos. Em Belo Horizonte, a obrigatoriedade é só para o pitbull. Mas o que pode provocar um ataque desses? "Existem vários motivos: instinto de liderança, treinamento, medo, predação, sofrimento, brincadeira, defesa da prole ou mesmo de objetos", diz Mauro. 
     
Crianças, e profissionais como carteiros, lixeiros, leituristas de consumo elétrico, água e gás, costumam ser as vítimas preferenciais. Mas o próprio dono ou qualquer pedestre que estiver passando por perto também podem ser atacados.
    
Como reconhecer um cão suspeito
    
1) O animal mostra os dentes e pode rosnar ou latir nervosamente
     
2) Os pêlos da nuca e do dorso ficam eriçados
     
3) As orelhas ficam erguidas ou voltadas para a frente
    
4) A postura é rígida, os membros se mantêm afastados e o dorso permanece encurvado.
    
Para tentar evitar o ataque
      
1) Ao perceber que o cachorro está lhe observando, pare e abaixe a cabeça. Não olhe diretamente nos olhos do animal, pois essa atitude é como um desafio
     
2) Não faça movimentos bruscos. Ande devagar para trás, sem dar as costas para o cão
     
3) Quando estiver a pelo menos 2 metros de distância, tente subir numa árvore, num carro ou no muro de uma casa
Se o ataque for inevitável
    
Fique em posição fetal, usando mãos e braços para proteger a cabeça e o pescoço. O cão pode considerar isso um sinal de submissão e reduzir a intensidade das mordidas. Permaneça imóvel até chegar ajuda.
      
Como agir após a mordida
    
1) Cuide imediatamente do ferimento, lavando-o com água e sabão e aplicando anti-sépticos
      
2) Procure um serviço médico para avaliação dos ferimentos
     
3) Tente descobrir se o cachorro tem dono e qual é o seu endereço
     
4) Mantenha o animal controlado para observação clínica por dez dias, a contar da data do acidente
     
Os mais perigosos. Seis raças a serem evitadas de longe
     
Fila brasileiro
      
É uma mistura dos pastores das raças mastiff, bulldog e bloodhound, trazido ao Brasil pelos colonizadores portugueses. Tem uma aversão natural a pessoas estranhas.
     
Rotweiller
     
São considerados cães de um dono só e raramente mostram simpatia para com estranhos. Já eram usados pelas legiões romanas para vigiar rebanhos e puxar carroças.
    
Pastor alemão
    
Ágil e muito inteligente, é considerado o cão mais popular do mundo. Na Primeira Guerra Mundial, era usado pelos alemães para descobrir esconderijos inimigos.
    
Doberman
    
Criados especialmente para proteger o dono e atacar estranhos, podem ser muito agressivos. É perigoso tanto pela rapidez com que ataca quanto pela força da mordida.
    
Pitbull
    
Seu espírito briguento e sua tremenda força física o tornam um dos mais amedrontadores. Não é para menos: sua origem são os antigos cães de guerra e de briga da era romana.
    
Bull terrier
    
Cruzamento das raças bulldog, old english terrier e spanish pointer, criado para participar de rinhas de luta. Pode ficar horas com o oponente preso em suas mandíbulas.
     

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Funcionária da Receita é condenada por sumiço de processo contra Globo

Servidora teria desaparecido com processo no qual a Receita Federal cobra mais de R$ 600 milhões da Globo por sonegação na compra dos direitos da Copa de 2002. Empresa nega envolvimento no extravio do documento.
     
A servidora da Receita Federal Cristina Maris Meinick Ribeiro foi condenada a 4 anos e 11 meses de prisão pela 3ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro por ter, entre outros crimes, extraviado um processo no qual a TV Globo é cobrada em mais de R$ 600 milhões por suposta sonegação fiscal na compra dos direitos de retransmissão da Copa do Mundo de 2002.
      
A Globo Comunicação e Participações, empresa que controla a TV Globo, emitiu um comunicado na noite desta terça-feira (09) negando qualquer participação no extravio do documento.
      
         
        
Segundo a sentença do juiz federal Fabrício Antônio Soares, Cristina teria entrado no escritório da Receita onde trabalhava, no Rio de Janeiro, e subtraído o processo contra a Globo. Imagens do sistema de segurança interno anexados ao processo mostram que no dia 2 de janeiro de 2007, quando estava em férias, ela entrou com uma bolsa a tiracolo e saiu com uma sacola cheia. 
         
Além de sumir com o processo contra a Globo, Cristina foi condenada por inserir dados falsos no sistema da Receita em benefício de pelo menos três empresas. Em apenas um destes casos o prejuízo aos cofres públicos seria de R$ 4,2 milhões.
         
Cristina aguarda julgamento de recurso em liberdade. Ela chegou a ter a prisão preventiva decretada em 2007 mais foi beneficiada com um habeas corpus do Supremo Tribunal Federal cujo relator foi o ministro Gilmar Mendes.
    
Em nota divulgada nesta terça-feira, o Ministério Público do Rio de Janeiro diz que o processo contra a Globo foi reconstruído e segue seu trâmite normal.
    
A investigação, segundo o MPF, começou em 2005 em uma reunião de cooperação com autoridades estrangeiras que apontaram suspeitas sobre diversas empresas. Entre elas a Globopar, controladora da TV Globo.
    
O caso foi remetido para a Receita Federal que instaurou uma investigação e descobriu que Globo par teria investiu R$ 1,2 bilhão em uma empresa das Ilhas Virgens Britânicas, um paraíso fiscal no Caribe. Como os investimentos são isentos de tributação, a Globo teria escapado de pagar R$ 185 milhões em impostos pela compra dos direitos de transmissão da Copa da 2002.
    
Além do processo administrativo por sonegação, Cristina Meinick teria sumido também com Representação Fiscal para Fins Penais anexada ao processo da Globo.
    
Além dos R$ 185 milhões em impostos, a Receita cobra da Globo R$ 274 milhões de juros e R$ 157 milhões de multa.
    
Tanto a existência do processo contra a Globo por sonegação quanto o sumiço dos documentos e a condenação da servidora da receita foram revelados por blogs independentes como Cafezinho, O Escrevinhador e Vi o Mundo ao longo da semana. 
    
A empresa emitiu uma nota na qual afirma que “não existe nenhuma pendência tributária da empresa com a Receita Federal referente à aquisição dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de Futebol de 2002”.
    
Segundo a nota, “os impostos devidos foram integralmente pagos e todos os procedimentos deram-se de acordo com as legislações aplicáveis. A empresa discute a cobrança de tributos nas instâncias responsáveis, como é direito de todos os contribuintes, sempre seguindo os procedimentos previstos em lei. Nenhuma das cobranças discutidas atualmente refere-se à aquisição de direitos de Copas do Mundo”.
    
O advogado Fernando Tristão Fernandes, que defendeu Cristina no processo pelo sumiço dos documentos, foi procurado por telefone, disse não se lembrar do caso e prometeu entrar em contato assim que ficasse a par do processo.
    

domingo, 28 de julho de 2013

Municípios paraenses solicitam mais de 500 médicos

No Brasil todo, 3.511 municípios se inscreveram no Programa Mais Médicos

     
      
O programa Mais Médicos para o Brasil encerrou, à meia-noite desta quinta-feira (25), seu primeiro mês de inscrições com a adesão de 105 municípios do Pará, que equivalem a 73% do total de prefeituras do Estado. Desse total, 73 estão nas regiões paraenses de maior vulnerabilidade social e consideradas prioritárias. Juntas, todas estas cidades apresentaram demanda e capacidade para terem 543 médicos atuando na atenção básica. 
     
O segundo mês de adesão terá início no dia 15 de agosto. No Brasil todo, 3.511 municípios se inscreveram no Programa, o correspondente a 63% do total de prefeituras no Brasil e a 92% das consideradas prioritárias. Ao todo, as cidades cadastradas solicitaram 15.460 médicos para atuar na sua atenção básica.
    
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou a forte mobilização de estados e municípios, em especial daqueles situados em áreas prioritárias. “Chamo a atenção para o fato de que nenhuma região teve índice de adesão menor do que 55%. 
    
Em especial, ressalto o bom resultado do Norte do país, em alguns estados mais de 90% dos municípios se inscreveram. Com esse mapeamento, teremos mais clareza do esforço que deveremos fazer para atender à população onde faltam médicos no Brasil”, declarou o ministro. Leia a matéria completa.
     
Municípios paraenses inscritos no programa Mais Médicos:
    

Abel Figueiredo
Acará*
Afuá*
Água Azul do Norte
Alenquer*
Almeirim*
Altamira*
Anajás*
Ananindeua
Anapu*
Augusto Corrêa*
Aurora do Pará*
Aveiro*
Bagre*
Baião*
Bannach
Belterra*
Benevides
Bom Jesus do Tocantins
Bonito*
Bragança*
Brasil Novo*
Breu Branco*
Breves*
Bujaru*
Cachoeira do Arari*
Canaã dos Carajás
Capitão Poço*
Colares*
Conceição do Araguaia
Cumaru do Norte*
Curionópolis
Curralinho*
Curuá*
Eldorado dos Carajás*
Faro*
Floresta do Araguaia*
Garrafão do Norte*
Goianésia do Pará*
Gurupá*
Igarape-Açu*
Igarape-Miri*
Itaituba*
Itupiranga*
Jacareacanga*
Jacundá
Juruti*
Limoeiro do Ajuru*
Mãe do Rio
Magalhães Barata*
Marabá*
Maracanã*
Marituba*
Medicilândia*
Melgaço*
Mocajuba*
Monte Alegre*
Muaná*
Nova Esperanca do Piriá*
Nova Ipixuna*
Nova Timboteua*
Novo Progresso
Novo Repartimento*
Óbidos*
Oeiras do Pará*
Ourém*
Ourilândia do Norte
Pacajá*
Palestina do Pará*
Paragominas
Pau D'Arco*
Peixe-Boi*
Placas*
Ponta de Pedras*
Portel*
Porto de Moz*
Prainha*
Primavera*
Quatipuru*
Rio Maria
Rurópolis*
Santa Cruz do Arari*
Santa Maria das Barreiras*
Santa Maria do Pará
Santana do Araguaia
Santarém*
São Domingos do Araguaia*
São Domingos do Capim*
São Felix do Xingu
São João da Ponta*
São João de Pirabas*
São João do Araguaia*
São Sebastião da Boa Vista*
Senador José Porfírio*
Soure*
Terra Santa
Tomé-Açu
Tracuateua*
Tucuruí
Ulianópolis
Uruará
Vigia
Viseu*
Vitória do Xingu*
Xinguara

     
*Municípios prioritários
Fonte: Ministério da Saúde

   

Fotos premiadas


Nuvem cobre um bando de aves marinhas no desfiladeiro de Berneray, a dez quilômetros de St. Kilda. Foto: Jim Richardson/National Geographic Creative.
    

Brasileira que leiloou a virgindade diz ter sido enganada

Catarinense Ingrid Migliorini afirma não ter recebido dinheiro do leilão e garante, com orgulho, ainda ser virgem.

A catarinense Ingrid Migliorini leilou sua virgindade por 780.000 dólares
A catarinense Ingrid Migliorini leilou sua virgindade por 780.000 dólares (Reprodução)
A catarinense Ingrid Migliorini, 21 anos, alçada à fama em 2012 por leiloar sua virgindade, afirmou ter sido enganada pelo organizador do negócio, Justin Sisely. Em entrevista ao site americano Huffington Post, a brasileira também disse, categórica, que continua virgem.
O leilão do qual Ingrid participou resultaria em material para um documentário produzido por Sisely, Virgins Wanted (Procuram-se virgens, em tradução livre). Embora tenha vendido a virgindade por 780.000 dólares, a brasileira acabou por desistir do projeto. O mesmo ocorreu com o jovem russo Alex Stepanov, que conseguiu uma oferta muito menor por sua primeira vez: 3.000 dólares.
Segundo Ingrid, o japonês de 53 anos que venceu o leilão - identificado apenas como Natsu - em nada se parecia com as descrições dadas por Sisely a seu respeito. Além disso, reclama a catarinense, Natsu não pagou por suas despesas de viagem ou sequer lhe entregou o dinheiro pela venda da virgindade.
Em troca de sua participação no documentário, a brasileira deveria receber não apenas os 780.000 dólares, como também 20% dos lucros com a venda do documentário.
Leia também:
A brasileira acredita ainda que o japonês Natsu nem ao menos exista. Sisely nega as afirmações: “Temos a filmagem para comprovar o contrário”, disse.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Como funciona a cadeira elétrica?

por LUIZ FUJITA E FABRICIO MIRANDA

cadeira-eletrica
Por meio de uma violenta corrente elétrica que atravessa o corpo do condenado, arruinando órgãos vitais como o cérebro e o coração. Quando surgiu, em 1890, nos Estados Unidos, ela foi apresentada como um sistema moderno e eficaz para substituir métodos de execução considerados pouco civilizados, como o enforcamento, em que a pessoa agonizava por muito tempo antes de morrer. 
A questão é que a solução elétrica também não era imune a cenas de horror, como a de condenados literalmente fritando durante o procedimento - tudo isso diante de testemunhas, muitas das quais desmaiavam, vomitavam ou deixavam a sala de execução em pânico. Foi por essas e outras que, a partir de 1978, com o surgimento da injeção letal, considerada mais "humana", o uso da cadeira começou a declinar. 
Hoje, dos 36 estados que adotam a pena de morte nos EUA - único país do mundo onde existe a prática -, apenas nove deles conservam a cadeira como uma das opções do condenado. De uso cada vez mais raro, o aparato, ainda assim, tem um currículo macabro de quase 4 500 presos eletrocutados nos EUA desde a sua introdução. :c/
TRONO LETAL
Aparato gera corrente de eletricidade que destrói órgãos vitais e aniquila o condenado
ESPONJA QUE ASSA
Uma esponja embebida em solução de água com sal é colocada entre o primeiro eletrodo e a cabeça do condenado. A solução salina conduz bem a eletricidade, facilitando a passagem de corrente para o cérebro. Sem a esponja, a cabeça pode até pegar fogo!
EQUIPAMENTO DE PRÓ-TENSÃO
O capacete de metal abriga um eletrodo, também de metal. É por esse eletrodo que a corrente vinda do gerador entra pelo corpo. O capacete é revestido internamente de lã, para evitar que o metal entre em contato com a pele, queimando-a e grudando na cabeça.
TAPA-SANGUE
Um capuz cobre a cabeça do condenado para evitar que as testemunhas vejam sua agonia. Com o choque, os músculos do rosto se contraem e os olhos podem até saltar das órbitas. Além disso, é comum ocorrer sangramento dos olhos, ouvidos e narinas.
USINA DA MORTE
Os geradores operam em ciclos de choques com tempos e voltagens diferentes. Em geral, o condenado recebe uma descarga de 2 300 volts por oito segundos, outra de 1 000 volts por 22 segundos e, por fim, uma de 2 300 volts por mais oito segundos.
CINTA-E-LIGA
Feitas de couro ou de náilon, as cintas prendem o peito, os pulsos e os tornozelos. Elas são apertadas bem firmemente para manter o condenado imobilizado, pois o corpo chacoalha violentamente durante a eletrocução.
ASSENTO ISOLANTE
Firmemente presa ao chão, a cadeira, em si, é um objeto simples, mas com um detalhe importante: é feita de madeira, para não conduzir eletricidade de forma difusa. O chão em torno do assento é revestido de borracha, também para não conduzir corrente.
CURTO-CIRCUITO
Outro fio do gerador liga-se a um segundo eletrodo - como o da cabeça -, que é preso em uma das pernas. Assim, fecha-se o circuito entre os dois eletrodos, com o corpo funcionando como condutor entre eles.
VESTIDO PARA MORRER
Como o criminoso é preparado para a execução
DEPILAÇÃO PREVENTIVA
Raspa-se um círculo de 8 centímetros no cocuruto do sujeito, para evitar que os cabelos peguem fogo. Pela mesma razão, são raspados os pêlos da região da perna em contato com o eletrodo.
EM FRALDAS
Durante a eletrocução, a pessoa perde o controle das funções fisiológicas, ou seja, urina e defeca involuntariamente. Para evitar o espetáculo grotesco, ela é vestida com uma fralda sob as calças.
EXIBIÇÃO FINAL
Tudo pronto, leva-se o condenado à sala de execução. Diante das testemunhas, ele diz algo, como o próprio nome, só para provar que está vivo. Ele então é preso à cadeira - e inicia-se a eletrocução.
FALÊNCIA MÚLTIPLA DE ÓRGÃOS
Morte ocorre por um conjunto de fatores
Como a corrente entra pela cabeça, a primeira região atingida é o cérebro. A descarga inicial, de altíssima voltagem, paralisa o órgão, "apagando" o condenado.
Com cerca de 10mA (miliampère), um choque já provoca dor. O primeiro baque da cadeira é mil vezes maior que isso! O coração pára ou, no mínimo, ocorre intensa arritmia. Nas descargas seguintes, a parada cardíaca é certa.
O calor gerado pela corrente elétrica literalmente frita os órgãos internos, como pulmões, estômago e intestinos. Já chegaram a ocorrer casos de o corpo pegar fogo!

Faz mal tomar energético em excesso?

por Artur Louback Lopes
    
Em excesso, nada faz bem, mas as bebidas energéticas não têm nenhuma substância que possa causar um grande mal a quem as ingere. 
   
Na verdade, os energéticos nada mais são do que refrigerantes com uma dose maior de cafeína e uma pitada de taurina, substância presente no nosso corpo que aumenta a resistência física. 
    
Cafeína em excesso faz mal, pensará você, com toda razão, mas a quantidade dessa substância nos energéticos não é grande coisa. "Uma lata de energético tem a mesma quantidade de cafeína que 50 ml de café (uma xícara pequena), 600 ml de Coca-Cola ou 200 ml de chá preto", diz o psicobiólogo Sionaldo Ferreira, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). 
    
Portanto, se você tomar muitas latinhas de energético, um efeito possível é a sensação de queimação - afinal, a cafeína estimula a liberação de substâncias ácidas no estômago -, mas isso só acontece com pessoas que já têm algum problema estomacal, como gastrite. O grande problema do energético é que, em bares e baladas, ele é misturado a bebidas como vodca e uísque. 
    
Além de diluir o álcool e deixar a mistura mais agradável ao paladar, a cafeína e a taurina deixam a pessoa mais agitada, impulsionando-a a beber mais. Segundo um estudo da Unifesp, é possível ainda que os energéticos prolonguem a excitação desencadeada pelo álcool e levem as pessoas a fazer um juízo errado das suas capacidades - o sujeito enche a cara do drinque doce e acha que está pronto para pegar o carro. O pior de tudo é que 76% das pessoas entrevistadas consomem energéticos com álcool.
     

Lewandowski confirma validade do Programa Mais Médicos

O ministro ressaltou que não compete ao STF analisar os requisitos de urgência
    
O presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, deu decisão provisória, no início desta noite (26), confirmando a validade da medida provisória que instituiu o programa Mais Médicos. O projeto do Executivo Federal foi questionado por meio de mandado de segurança da Associação Médica Brasileira na última quarta-feira (24).
    
Depois de citar números para destacar o mérito da iniciativa para suprir as deficiências na área de saúde, Lewandowski informou que o Judiciário não pode discutir o mérito de políticas públicas, “especialmente no tocante ao reexame dos critérios de sua oportunidade e conveniência”.
    
O ministro ressaltou que não compete ao STF analisar os requisitos de urgência para edição de medida provisória, exceto em casos específicos de desvio de finalidade ou de abuso de poder. De acordo com ele, essa avaliação compete ao Executivo e ao Legislativo. “Não me parece juridicamente possível discutir, com certeza e liquidez, critérios políticos de relevância e urgência, na via estreita do mandado de segurança”.
    
Lewandowski determinou a convocação de outras partes interessadas no processo e a prestação de informações pela Presidência da República. Em seguida, os autos serão encaminhados à Advocacia-Geral da União. Lewandowski deu a liminar na condição de plantonista, pois o STF está de recesso até o início de agosto. O relator do caso é o ministro Marco Aurélio Mello.
    
Fonte: Agência Brasil.
    

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Primeiro milagre do Papa Francisco

O primeiro milagre do Papa Francisco, o Papa desfilou em carro aberto pelas ruas do Rio de Janeiro e não foi assaltado...

Como é medida a audiência de TV?

   
O princípio é igual ao de qualquer outro tipo de pesquisa: os institutos de medição registram as preferências de uma quantidade bem pequena de pessoas. 
    
É a chamada amostragem. No Brasil, 87% das casas têm televisão. Isso dá cerca de 39 milhões de domicílios com telespectadores. Para saber a que esse pessoal todo assiste, o instituto Ibope, por exemplo, verifica a audiência em 3 019 casas - ou 0,008% do total. 
    
A medição pode ser feita de três maneiras: 
    
1 - por uma folha que os moradores preenchem e o instituto recolhe; 
2 - por aparelhos eletrônicos que mandam uma vez por dia a relação de todos os programas assistidos na casa; 
3 - por um controle em tempo real, que indica a cada minuto as variações de audiência, transmitindo instantaneamente os resultados às emissoras. Esse último sistema, a forma mais moderna de medição, existe apenas na Grande São Paulo (a gente explica no infográfico como funciona esse processo). O número de domicílios adaptados a essa tecnologia é ínfimo: ao todo, são apenas 750 casas, ou 0,002% do total brasileiro. 
    
Com tão pouca gente pesquisada, como essa medição pode dar certo, dentro de uma margem de erro aceitável? A chave é selecionar bem os domicílios pesquisados, escolhendo a amostra por parâmetros socioeconômicos que reflitam a composição da sociedade brasileira.
    
Nas ondas do Ibope
    
Sistema transmite preferências dos telespectadores em tempo real para as emissoras
    
1. As casas que participam da medição de audiência são escolhidas por critérios socioeconômicos. A idéia é que essa amostra seja um retrato da sociedade brasileira. Se 10% dos habitantes de uma região forem da classe A (a dos mais ricos), então 10% dos domicílios pesquisados também têm de pertencer a essa faixa. Na Grande São Paulo, 750 casas compõem a amostra. Nenhuma delas pode ser pesquisada por mais de quatro anos
    
2. Nas casas, um aparelhinho grava o canal em que cada TV está sintonizada. Mas para medir quais são os programas favoritos da mãe ou do filho, por exemplo, é preciso saber quem está assistindo. Por isso, cada morador recebe um controle remoto particular, que avisa ao aparelho quem está na frente da tela
    
3. Na Grande São Paulo, onde a medição de audiência é feita em tempo real, o aparelho do Ibope transmite minuto a minuto os programas que estão sendo assistidos em cada casa. É como se fosse um telefone celular que fica o tempo todo mandando dados
    
4. Os dados transmitidos pelo aparelhinho são codificados em sinais de rádio e vão para uma das 13 antenas que o instituto mantém na Grande São Paulo. De lá, os sinais seguem para uma central, que recebe os dados enviados por vários domicílios e reúne esse "pacote" de informações
   
5. Por sinais de rádio, internet ou linha telefônica, os números de audiência saem da central e chegam às emissoras que pagam pelo serviço. Nessa hora, o pessoal da TV só fica sabendo qual programa cada domicílio está assistindo. No dia seguinte, o Ibope manda relatórios mais detalhados, que mostram as preferências de cada morador da casa.
    

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Convênio PMT - Liberação de Recursos Federais.

Convênios município de TUCURUÍ/PA
      
Número Convênio: 672119 
Objeto: Construção da PEC Modelo 3000 m2 
Órgão Superior: MINISTÉRIO DA CULTURA 
Convenente: PREFEITURA MUNICIPAL DE TUCURUÍ 
Valor Total: R$ 2.020.000,00 
Data da Última Liberação: 16/07/2013 
Valor da Última Liberação: R$ 56.156,00 

terça-feira, 23 de julho de 2013

Foto mostra Terra e Lua como pontinhos brilhantes ao lado dos anéis de Saturno

A terra vista de saturno

Vista de Saturno a Terra e a Lua são duas pequenas estrelas na imensidão do espaço sideral.
De lá não dá para perceber os bilhões de vaidosos animaizinhos microscópicos que habitam
a pequenina estrela azul e que se acham os seres mais importantes do universo.

A sonda Cassini da Nasa, que orbita Saturno, tirou uma rara foto da Terra e da Lua na semana passada. A imagem mostra Terra e a Lua, a 1,5 bilhão de quilômetros de distância, entre os anéis de Saturno. 
      
Esta foi a primeira vez que a câmera de alta resolução da Cassini captura a Terra e a lua como dois objetos distintos.
       

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Prefeito perdulário – Quem atira com pólvora alheia não mede distância

Mais um contrato fabuloso e mais desperdício de dinheiro público. Desta vez a Prefeitura de Tucuruí está gastando quase meio milhão de Reais com Internet sem necessidade alguma. 
    
A PMT fez um contrato com a PROVECOM no valor de R$ 403.902,00 para acesso a Internet, isso tendo o Navega Pará e o SIVAM, que fornecem à PMT acesso gratuito à Internet.
    
Vamos fazer uma continha rápida: O plano básico da Provecom custa R$ 39,90 portanto um plano deste custa R$ 478,80 por ano. Isso pago por mês (se o pagamento for anual por certo tem desconto). Como o contrato deve ser anual (estamos fazendo uma estimativa pois a prestação de contas da PMT é incompleta para dificultar a fiscalização), R$ 403.902,00 daria para dar acesso a 843,57 usuários por um ano. 
    
Agora vamos supor que o plano seja de um mega (não precisa mais que isso em uma repartição pública), que custa R$ 100,00 neste caso daria para pagar o plano para 336,58 (trezentos e trinta e seis) usuários de Internet rápida. 
    
Agora, mesmo que este contrato custasse somente R$ 1.000,00 mil reais ainda seria caro, pois a Prefeitura tem acesso de graça à Internet. Isso supondo que o Governo Jatene não tenha sucateado ou acabado com o Navega Pará. 
    
Caso a prefeitura economizasse os milhões que escoam pelo ralo da incompetência e da irresponsabilidade em desperdícios de verbas públicas somente com combustíveis, propaganda para autopromoção pessoal do prefeito e agora com Internet, daria para a prefeitura resolver a maioria dos problemas da cidade e melhorar muito a qualidade de vida dos cidadãos de Tucuruí. 
    
O problema é que Tucuruí não tem e nunca teve Prefeito e vereador de verdade, quem sabe algum dia tenha, afinal não há mal que dure para sempre.
      
Clique na imagem para ampliar
       

Bastidores – Casa do Idoso, boatos sobre o Deley e empréstimo milionário.


Casa dos Idosos
        
Segundo informações já antigas é intenção do Prefeito transferir a Casa dos Idosos para a área que a Prefeitura desmatou e invadiu na área do Bosque de Tucuruí. Como não existe transparência na Prefeitura e como a prefeitura raramente coloca placas nas obras, exceto convênios federais em que a mesma é obrigada, fica difícil saber o que o prefeito faz e como gasta o dinheiro público. As únicas informações são através das propagandas milionárias de autopromoção do prefeito no Rádio e televisão. 
      
Ainda segundo se comentários de bastidores (comentários recentes) existe um empresário interessado na área em que hoje está à casa dos idosos, uma grande área em um local valorizado da cidade. Este interessado seria dono de Hotel e de condomínios de quitinetes, que estaria interessado em trocar terras supervalorizadas em troca da área pública. Como em Tucuruí nada fica encoberto, mais cedo ou mais tarde poderemos confirmar se a informação e o “negócio” entre a PMT e o empresário se confirma.
   
Vereador desafeto do prefeito na mira dos boateiros profissionais
     
Dizem que alguns “assessores políticos” desocupados (mas não desempregados), estão espalhando pelas ruas de Tucuruí que o Deley e esposa teriam pegado um carro da Prefeitura, e com abastecimento e despesas pagas pela PMT viajado para ver o Papa no Rio de Janeiro. Não estamos defendendo o vereador, aliás, o Folha seria a última mídia da cidade que defenderia vereador em Tucuruí, no entanto este pessoal já foi muito melhor em inventar boatos, pois quem está montado na grana não vai de carro para o Rio de Janeiro, isso é coisa de pobre burro, quem tem dinheiro sobrando pega um avião e aluga um carro de luxo no aeroporto.
     
Empréstimo milionário
     
Segundo informações de bastidores o Prefeito Sancler (leia-se prefeitura), vai fazer um empréstimo de R$ 40.000.000,00 Quarenta milhões, para a PMT começar a pagar em 2017, ou seja, na administração do próximo prefeito. Sendo verdade, acredito que o endividamento da Prefeitura de Tucuruí será positivo e uma das raras coisas positivas do Sancler para nossa cidade, já que a maldição de Tucuruí é o excesso de dinheiro.
    
Como a Prefeitura de Tucuruí tem muito dinheiro o Prefeito fica naturalmente blindado, e pode fazer o que quiser sem ser incomodado e sem importar se os seus atos são legais ou não. Talvez se Tucuruí ficar muito mais endividada do que já está, o pouco que sobrar talvez passe a ser bem empregado e utilizado com bom-senso e com competência pelo próximo Prefeito. 
      
Como sempre dissemos o problema de Tucuruí não é e nem nunca foi dinheiro, o problema de Tucuruí sempre foi político, excesso de dinheiro e falta de prefeito e de vereador. No dia em que Tucuruí tiver um prefeito e vereadores de verdade, ai sim teremos desenvolvimento e qualidade de vida em nossa cidade. Enquanto isso não acontece, teremos que conviver com a falta de responsabilidade, com a incompetência, com a impunidade e com a má utilização dos recursos públicos.

Bomba relógio

Sancler está armando várias bombas relógio para explodirem no colo do próximo prefeito, entre estas bombas estão:

1 - O empréstimo de R$ 40.000.000,00 quarenta milhões.
2 - O IPASET que está destinado à falência.
3 - O Concurso público que o prefeito pretende fazer no último ano do seu mandato. De alguma forma o prefeito tem a certeza de que o MPE não vai obrigar a Prefeitura a fazer Concurso Público antes de 2016 e as nomeações ficariam para o próximo prefeito, garantindo assim mais três anos de emprego aos seus apaniguados e cabos eleitorais.

A jogada é simples: Com o empréstimo fica mais fácil eleger seus candidatos no ano que vem e inviabilizando a próxima administração, Sancler no futuro teria mais chances de voltar a ser prefeito após quatro anos, pois o próximo prefeito não teria como trabalhar.


domingo, 21 de julho de 2013

Humor - Engordando as aves


O que os membros dos Conselhos Municipais devem saber

Membros do CONDEMA se dirigindo para reunião do Conselho.
     
OS CONSELHEIROS MUNICIPAIS PRECISAM SABER QUE: 

   
a) os conselhos municipais representam a população junto ao Poder Executivo; 
    
b) os conselhos municipais estão vinculados à estrutura organizacional da Prefeitura, mas são órgãos INDEPENDENTES, ou seja, não têm subordinação aos governantes (prefeito, vice-prefeito e secretários); 
    
c) as políticas públicas do município (que devem contemplar as deliberações das conferências municipais!) devem ser formuladas, executadas e fiscalizadas pelo Poder Executivo em parceria com os conselhos municipais, sejam os conselhos deliberativos ou consultivos; 
    
d) as resoluções dos conselhos deliberativos (por exemplo, Saúde, Educação, Juventude, etc.) têm força de lei; elas devem ser homologadas pelo Chefe do Poder Executivo. Caso as resoluções não sejam homologadas pelo Chefe do Poder Executivo, os conselhos podem (e devem) acionar o Ministério Público; 
   
e) os conselheiros municipais podem ser processados por improbidade administrativa, pois são considerados agentes (funcionários) públicos, conforme Lei nº 8.429/92; 
     
f) o Poder Executivo deve dar apoio administrativo para que os conselheiros possam desempenhar satisfatoriamente suas atribuições, isto é, instalações físicas (sala), telefone, computador e funcionário para secretariar suas atividades. Inclusive há cidades que contam com a CASA DOS CONSELHOS; 
   
g) os presidentes dos conselhos devem ser eleitos por seus pares. Nesse sentido, o Decreto nº 3.101/06 que nomeia o presidente do COMUPLAN contraria princípios constitucionais democráticos, porque compromete a independência do conselho, considerando que os secretários municipais são escolhidos prefeito e estão subordinados ao prefeito; 
   
h) o princípio da publicidade deve ser rigorosamente observado pelos conselhos. Assim, a fim de criar um fluxo de informações com a população, os conselhos municipais devem divulgar amplamente as leis de criação, regimentos internos, atos de nomeação dos membros, relatórios de conferências e audiências; prestações de conta do conselho e dos conselheiros; endereços (e-mail e telefones dos conselheiros), etc. 
   
i) os fundos administrados pelos conselhos municipais estão sujeitos às determinações da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/00); 
   
j) ser conselheiro é exercer um trabalho duro, de extrema relevância, alta complexidade e responsabilidade, que exige muito tempo e muita dedicação. É impossível que um conselho possa desempenhar satisfatoriamente suas funções reunindo-se apenas poucas horas mensais. A exigência de horas e horas de trabalho pode ser confirmada mediante uma simples leitura das atribuições legais dos conselhos – veja-se, por exemplo, a Resolução nº 453/12 do Conselho Nacional de Saúde. 
    
Somente a atribuição do COMUPLAN de fiscalizar a execução do Plano Diretor é um trabalho hercúleo, considerando que o Plano Diretor é o instrumento básico da gestão municipal que deve contemplar geração de emprego e renda, moradia, saneamento, meio ambiente, transporte, segurança, saúde, educação, esporte, cultura e lazer. Além disso, o Plano Diretor é a base para a elaboração do Plano Plurianual – PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO e Lei Orçamentária Anual – LOA. 
    
AMARRIBO BRASIL
      ----------------------------------------

Nota do Folha - Os Conselheiros Municipais que estão omissos e os que estão coniventes com irregularidades cometidas pela administração municipal, também são responsáveis e podem responder criminalmente pelos atos do gestor municipal.
    
Desafiamos por exemplo aos membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente (CONDEMA) a nos dizer quanto é que tem no Fundo Municipal do Meio Ambiente e como este dinheiro está sendo gasto. Apesar dos senhores serem responsáveis pela fiscalização e administração destes recursos, duvidamos que os senhores tenham pelo menos esta informação.
     
Agora não vale "chutar" e mentir, digam quanto tem e provem que este dinheiro está na conta do Fundo.
     

Tatuagem nos olhos pode causar glaucoma e até cegueira

Oftalmologistas alertam: prática não tem segurança comprovada e não traz benefício algum à saúde
   
iG São Paulo
   
A tatuagem que colore a esclera, a parte branca dos olhos , é uma técnica que vem timidamente sendo difundida no Brasil. Originária dos Estados Unidos, a eyeball tatoo, como é conhecida por lá, já é oferecida por alguns tatuadores brasileiros e terá espaço durante a terceira edição da Tatoo Week, um encontro internacional de tatuadores e body piercers que ocorre na capital paulista de sexta (19) a domingo (21) no pavilhão de exposições Expo Center Norte.
     
    
A tatuagem feita nos olhos é irreversível, afirma especialista
    
O procedimento, puramente estético, impõe riscos à saúde dos olhos. O oftalmologista Alfredo Tranjan explica que, na tatuagem, a tinta é injetada entre a esclera, a parte branca do olho, e a conjuntiva, uma espécie de "filme" que recobre a esclera.
    
“É uma opção individual, mas existem riscos a serem considerados. Ainda não há estudos científicos assertivos sobre a toxicidade da tinta usada, e também há o relato de um caso em que a tinta foi para dentro do olho, talvez por uma microperfuração ou por um afinamento da esclera”, conta o especialista.
    
Outro problema que pode acontecer, diz Trajan, é o tatuador injetar uma quantidade maior de tinta, levando a um aumento da pressão ocular, que pode resultar em glaucoma e cegueira.
    
“Outro risco é da tinta causar uveíte, que é uma infecção na íris (a parte colorida do olho), uma estrutura muito sensível”, alerta o médico.
    
    
O oftalmologista esclarece que a coloração do branco dos olhos não é um procedimento feito na medicina porque é agressivo ao olhos e não traz benefício algum à saúde.
     
“É algo estético, não vale a pena correr essa série de riscos”, explica Tranjan.
      
O tatuador Rafael Leão, do estúdio Dhar-Shan Body Art, é um dos que oferecem a técnica.
     
     
“O pigmento usado é a base de materiais orgânicos. Já fiz a tatuagem ocular em 20 pessoas – 18 brasileiros e 2 argentinos, e nenhum deles apresentou problemas. Todos, porém, sentiram uma pequena ardência nos olhos e um pouco de sensibilidade à luz por alguns dias”, diz o tatuador.
   
Leia também
      
Leão conta que estudou a técnica por um bom tempo antes de colocá-la em prática. E lembra que, quando decidiu fazer a primeira eyeball tattoo, ficou apreensivo.
      
“Fiz primeiro um olho da pessoa e o outro após 10 dias. Testei em um olho artificial antes de fazer o primeiro, mas mesmo assim senti um pouco de medo antes de fazer”, conta.
     
Dentro da oftalmologia existe uma técnica de coloração da córnea, para quem sofreu lesões na íris e na pupila, como traumas, queimaduras químicas ou térmicas, perfurações, ou para pessoas que nasceram sem a íris ou com a pupila branca (que normalmente é preta), explica Trajan.
     
“Em geral nós indicamos o uso de lentes de contato estéticas, coloridas, para preencher a falta da cor. Existem, porém, aqueles que preferem pigmentar a córnea", diz o médico. “O procedimento da pigmentação de íris ou pupila é feito quando a pessoa já perdeu a visão, ou seja, não há nada a perder”.
    
"Nestes casos a pigmentação é feita com uma agulha, pelo oftalmologista, com uma tinta a base de prata, que não é tóxica, fazendo microfuros na córnea e passando o pincel com a tinta. Com o tempo, as células se regeneram e a tinta vai perdendo a cor, sendo necessário refazer a pigmentação. Por isso preferimos que o paciente use as lentes", explica o oftalmologista.
     
Tranjan alerta ainda para o cuidado com as condições em que o procedimento é feito.
     
“Assim como qualquer outro tipo de tatuagem ou piercing, deve existir um processo completo de assepsia e cuidados. Como sempre, não é possível fazer um procedimento invasivo sem seguir uma regra segura”, orienta.
   

sábado, 20 de julho de 2013

IstoÉ: Propinoduto desviou milhões do transporte nos governos do PSDB

     
A revista ISTOÉ revela na edição desta semana um grandioso esquema de desvio de dinheiro das obras do Metrô e dos trens metropolitanos, montado durante os governos do PSDB em São Paulo. Lobistas e autoridades ligadas aos tucanos operavam por meio de empresas de fachada, segundo a publicação.
    
"Ao assinar um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a multinacional alemã Siemens lançou luz sobre um milionário propinoduto mantido há quase 20 anos por sucessivos governos do PSDB em São Paulo para desviar dinheiro das obras do Metrô e dos trens metropolitanos. Em troca de imunidade civil e criminal para si e seus executivos, a empresa revelou como ela e outras companhias se articularam na formação de cartéis para avançar sobre licitações públicas na área de transporte sobre trilhos. 
    
Para vencerem concorrências, com preços superfaturados, para manutenção, aquisição de trens, construção de linhas férreas e metrôs durante os governos tucanos em São Paulo – confessaram os executivos da multinacional alemã –, os empresários manipularam licitações e corromperam políticos e autoridades ligadas ao PSDB e servidores públicos de alto escalão", diz a ISTOÉ. 
   
O problema é que a prática criminosa, que trafegou sem restrições pelas administrações de Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, já era alvo de investigações, no Brasil e no Exterior, desde 2008 e nenhuma providência foi tomada por nenhum governo tucano para que ela parasse. Pelo contrário. Desde que foram feitas as primeiras investigações, tanto na Europa quanto no Brasil, as empresas envolvidas continuaram a vencer licitações e a assinar contratos com o governo do PSDB em São Paulo. 
    
Ainda de acordo com a revista, o Ministério Público da Suíça identificou pagamentos a personagens relacionados ao PSDB realizados pela francesa Alstom – que compete com a Siemens na área de maquinários de transporte e energia – em contrapartida a contratos obtidos. Somente o MP de São Paulo abriu 15 inquéritos sobre o tema. 
    
A ISTOÉ diz também que esta rede criminosa tem conexões em paraísos fiscais e teria drenado, pelo menos, US$ 50 milhões do erário paulista para abastecer o propinoduto tucano, segundo as investigações concluídas na Europa.
    
SUSPEITOS
    
As provas oferecidas pela Siemens e por seus executivos ao Cade são contundentes. Entre elas, consta um depoimento bombástico prestado no Brasil em junho de 2008 por um funcionário da Siemens da Alemanha. ISTOÉ teve acesso às sete páginas da denúncia. Nelas, o ex-funcionário, que prestou depoimento voluntário ao Ministério Público, revela como funciona o esquema de desvio de dinheiro dos cofres públicos e fornece os nomes de autoridades e empresários que participavam da tramoia. 
    
Segundo o ex-funcionário cujo nome é mantido em sigilo, após ganhar uma licitação, a Siemens subcontratava uma empresa para simular os serviços e, por meio dela, realizar o pagamento de propina. Foi o que aconteceu em junho de 2002, durante o governo de Geraldo Alckmin, quando a empresa alemã venceu o certame para manutenção preventiva de trens da série 3000 da CPTM (Companhia Paulista de Transportes Metropolitanos). À época, a Siemens subcontratou a MGE Transportes. 
    
De acordo com uma planilha de pagamentos da Siemens obtida por ISTOÉ, a empresa alemã pagou à MGE R$ 2,8 milhões até junho de 2006. Desse total, pelo menos R$ 2,1 milhões foram sacados na boca do caixa por representantes da MGE para serem distribuídos a políticos e diretores da CPTM, segundo a denúncia. Para não deixar rastro da transação, os saques na boca do caixa eram sempre inferiores a R$ 10 mil. Com isso, o Banco Central não era notificado. 
    
A MGE é frequentemente utilizada pela Siemens para pagamento de propina. Nesse caso, como de costume, a MGE ficou encarregada de pagar a propina de 5% à diretoria da CPTM”, denunciou o depoente ao Ministério Público paulista e ao ombudsman da empresa na Alemanha. 
    
Ainda de acordo com o depoimento, estariam envolvidos no esquema o diretor da MGE, Ronaldo Moriyama, segundo o delator “conhecido no mercado ferroviário por sua agressividade quando se fala em subornar o pessoal do Metrô de SP e da CPTM”, Carlos Freyze David e Décio Tambelli, respectivamente ex-presidente e ex-diretor do Metrô de São Paulo, Luiz Lavorente, ex-diretor de Operações da CPTM, e Nelson Scaglioni, ex-gerente de manutenção do metrô paulista. 
    
Scaglioni, diz o depoente, “está na folha de pagamento da MGE há dez anos”. “Ele controla diversas licitações como os lucrativos contratos de reforma dos motores de tração do Metrô, onde a MGE deita e rola”. O encarregado de receber o dinheiro da propina em mãos e repassar às autoridades era Lavorente. “O mesmo dizia que (os valores) eram repassados integralmente a políticos do PSDB” de São Paulo e a partidos aliados. 
    
O modelo de operação feito pela Siemens por meio da MGE Transportes se repetiu com outra empresa, a japonesa Mitsui, segundo relato do funcionário da Siemens. Procurados por ISTOÉ, Moriyama, Freyze, Tambelli, Lavorente e Scaglioni não foram encontrados. A MGE, por sua vez, se nega a comentar as denúncias e disse que está colaborando com as investigações. Leia a matéria na ISTOÉ.
    

Amizade faz bem para a saúde

Pesquisas revelam que cultivar amigos traz benefícios ao organismo e diminui risco de doenças

Neste sábado (20) é comemorado o Dia do Amigo. E manter boas amizades faz bem para a saúde. Segundo especialistas, manter um círculo de amizades traz inúmeros benefícios. Estudos científicos sobre este tema são realizados há mais de 70 anos. E já em 1937, na Universidade de Havard, nos Estados Unidos, uma das mais conceituadas em todo o mundo, já era defendo que possuir amigos exercia influencia direta na saúde das pessoas. E que afastar-se do convívio em comunidade poderia abrir as portas para os mais variados malefícios, tanto do corpo quanto da mente.

No universo desses males está a solidão, uma das responsáveis pelo aumento do cortisol na corrente sanguínea. Este hormônio catabólico é diretamente ligado ao sistema emocional, ao controle do estresse, as ações anti-inflamatórias e ao metabolismo da glicose. Por atuar em tantas áreas do nosso organismo, o nível elevado de cortisol no sangue pode contribuir para o surgimento de várias doenças como obesidade, pressão alta, osteoporose, baixa imunidade, mal de Alzheimer e a temida depressão.

A psicóloga do Sistema Hapvida Saúde, Raíssa Martins, explica as consequências que uma fase de instabilidade pode causar. 'A solidão, quando não bem experienciada, pode deixar o sujeito propenso a vivências autodestrutivas (alcoolismo, compulsão alimentar etc.) bem como desencadear patologias mais severas, como a depressão”, expõe.  

Já ter os amigos por perto  e tê-los em bons momentos libera seretonina no cérebro, substância química responsável pela transmissão de sinais dos neurônios entre si e para outras células. A seretonina é responsável, entre outras coisas, pela regulação do sono, do apetite, do humor e da libido. “As boas amizades contribuem para a manutenção da estabilidade emocional, permitindo-nos encarar o dia a dia com menos angústia e mais otimismo', explica Raíssa.

Melodrama contemporâneo

Cerca de 128 milhões de pessoas no mundo estão deprimidas atualmente. A depressão mata mais de 850 mil pessoas todos os anos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, 18,4% da população sofre com algum grau de depressão, perdendo apenas para os Estados Unidos (19,2%) e a França (21%).

Um dado curioso da OMS é que as nações desenvolvidas sofrem mais com depressão que os países pobres, devido ao estilo de vida contemporâneo. A rotina de trabalho excessivo, tempo escasso e caos urbano, aliada à expansão vertiginosa dos meios de comunicação e das novas tecnologias, formam cidadãos mais consumistas e individualistas, comprometendo uma maior interação espontânea entre as pessoas. O resultado – uma sociedade refém de seus próprios comportamentos e aquisições.

Redação Portal ORM