Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

Eleição ASERT Chapa 1

Eleição ASERT Chapa 1
Eleição ASERT Chapa 1

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

PT, PMDB e PSDB juntos receberam R$ 35.4 milhões em doação de campanha do grupo Pactual na Presidência de André Esteves

O BTG Pactual é um grupo de empresas formado pelo Banco BTG Pactual, BTG Pactual Asset Management, BTG Pactual Comercializadora de Energia, BTG Pactual Corretora de Títulos e Valores Mobiliários, BTG Gestora de Recursos e BTG Pactual Serviços Financeiros.
         
Estas empresas juntas, sob a presidência de André Esteves, preso na quarta-feira (25) na interminável esteira da operação Lava Jato, doaram, nas campanhas majoritárias e proporcionais de 2014, oficialmente, R$ 42,5 milhões.
      
As doações do Pactual foram parar nas contas de 15 partidos, mas o PT, por ser o partido do governo, obviamente recebeu a maior parte, tendo abocanhado R$ 13 milhões, seguido pelo PMDB, com R$ 12 milhões e pelo PSDB, com R$ 10,4 milhões.
          
Gráfico das doações para os candidatos à presidência em 2014
     
Pois é amigos, os partidos que mais receberam doações foram o PT, PMDB e PSDB, mas como corrupção e bandalheira no PSDB que é um partido de santos não "existe", as contribuições para o PT e PMDB foram propinas e a doação para o PSDB foi uma doação "inocente", afinal o que são 10,4 milhões? E como disse o Juiz Moro sobre a acusação de propina de Furnas contra o Aécio Neves... "Não vem ao caso!"
       
O mesmo se dá para as doações para Dilma e Aécio, a doação para a Dilma (PT) foi "propina", já a doação para o Aécio foi outra doação "inocente", o André Esteves deve ser apaixonado pelo Aécio e resolveu lhe "presentear" (sem nenhum interesse) com R$ 10.4 milhões.
           
HIPOCRISIA - DINHEIRO SUJO DE CORRUPTO QUANDO PARA O PT E PMDB É PROPINA, QUANDO É PARA O PSDB É "DOAÇÃO"
         
Para a Imprensa e para a Justiça dinheiro de bandido quando vai para o PT e PMDB é propina, quando vai apara o PSDB vira "doação" e neste caso o bandido vira santo e o dinheiro sujo fica limpinho, limpinho. Até quando essa gentalha vai continuar com toda esta hipocrisia e a fazer o povo de idiota?
   
HIPOCRISIA II - PAULINHO DA FORÇA (SOLIDARIEDADE), DENUNCIADO PELA PGE POR FORMAÇÃO DE QUADRILHA FAZ DISCURSO CONTRA CORRUPÇÃO...
       
É incrível a hipocrisia dessa gente, outro dia um dos maiores corruptos da política nacional o Deputado Paulo Pereira da Silva Presidente do Partido Solidariedade, vulgo Paulinho da Força veio em um programa do Solidariedade falar de corrupção, um político denunciado justamente pela (PGR) por corrupção, querendo se fazer de santo e dar lição de moral.
     
O Supremo Tribunal Federal aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o deputado federal Paulo Pereira da Silva (SD­SP), o Paulinho da Força. O deputado é acusado de ser beneficiário de um esquema que desviou recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Procuradoria­ Geral da República (PGR) pede a condenação do parlamentar por ter cometido crimes contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Leia a matéria...
       
HIPOCRISIA III - ADEMIR ANDRADE (PSB), OUTRO POLÍTICO CONDENADO POR DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO QUE SE FAZ DE SANTO
     
Outro aqui do Pará o ex-senador e presidente do PSB no Pará Ademir Galvão Andrade, também veio à televisão falar de corrupção, logo ele, que foi condenado pela Justiça Federal por fraude e desvio de dinheiro público da Companhia Docas do Pará (CDP). Leia a matéria no site do Ministério Público Federal
   
A corrupção é o maior mal do Brasil, mas para combater este mal é preciso em primeiro lugar encarar a realidade de que a política e as instituições estão contaminadas e que NENHUM partido político no Brasil tem moral para acusar quem quer que seja por corrupção. TODOS os partidos do Brasil em menor ou maior proporção abrigam e defendem políticos corruptos.
   
Para combatermos a corrupção no Brasil em primeiro lugar devemos acabar com a hipocrisia, e é preciso que a população encare a realidade e não mais se deixe enganar por políticos corruptos e hipócritas, que só são honestos quando estão fora do poder e por isso impedidos temporariamente de roubar.
   
Políticos de Partidos como o PSDB e o PPS (por exemplo) que a nível nacional se fazem de honestos e santos, quando no Governo de Estados e municípios como Tucuruí se revelam como são de fato, reles partidos de políticos saqueadores do dinheiro público, muito piores do que os que hipocritamente acusam.
         
É claro que em TODOS os partidos existem pessoas sérias e honestas (não poderia ser diferente), mas estes estão em menor número e geralmente são marginalizados pelos caciques corruptos, que justamente por serem corruptos são ricos e influentes e portando se reelegem, já que se locupletam com o dinheiro público e com dinheiro compram poder e apoio.
       

PGR pede abertura de inquérito por corrupção contra Jader, Delcídio, Renam e Aníbal Gomes

Renan, Delcidio e Jader
A PGR (Procuradoria-Geral da República) pediu nesta segunda-feira (30) ao STF (Supremo Tribunal Federal) a abertura de dois novos inquéritos no âmbito da Operação Lava Jato.
Em um deles, a Procuradoria quer investigar o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso na semana passada, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o senador Jader Barbalho (PMDB-PA). No segundo inquérito, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pede apurações sobre Renan, Jader e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE).

Os parlamentares devem ser investigados pelas práticas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As peças são mantidas em segredo de Justiça no Tribunal e têm como fundamento duas petições ocultas. Na Lava Jato, procedimentos ocultos têm sido usados para abrigar delações premiadas ainda mantidas em sigilo na Corte. Leia mais no Site do R7

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Charge


Deputado Lélio Costa (PC do B) denuncia na ALEPA as ameaças contra o Roquevam do MAB em Tucuruí

O Deputado Estadual Lélio Costa (PC do B), denunciou as ameaças ao Roquevam do MAB na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA). 
              
Roquevam além da luta em favor dos atingidos por Barragens, geralmente familiais muito humildes e carentes, também atua junto aos demais movimentos sociais contra a corrupção em Tucuruí, assim como tem cobrado da justiça à punição dos políticos corruptos que respondem a inúmeros processos na justiça. 
           
Roquevam também denunciou para o Ministério Público Federal, vários políticos influentes por corrupção ativa e passiva, sendo que o processo tramita em segredo de justiça, o que nos impede de publicar o teor dos mesmos, só podemos adiantar que os crimes denunciados são gravíssimos. 
          
Devido a isso tudo o Roquevam tem sido vítima de ameaças de morte e até mesmo de prisão, já que muitos políticos poderosos tentam usar o poder Judiciário Estadual para perseguir e intimidar seus desafetos e quem os denuncia. Pensando nisso, Roquevam fez um vídeo em estúdio confirmando e detalhando as denuncias inclusive citando nomes de diversos políticos e autoridades. 

O objetivo do vídeo é para que o mesmo seja distribuído para a imprensa para conhecimento público, assim como para o conhecimento das entidades nacionais e internacionais de direitos humanos, no caso dele ser preso e ficar incomunicável, ou ainda se for assassinado. 
          
Abaixo o vídeo de um trecho do pronunciamento do Deputado Lélio Costa na ALEPA, em que o mesmo denuncia as ameaças ao Roquevam.
                   

              

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Prefeito assina TAC no MPE e se compromete a chamar os concursados do cadastro reserva

O Prefeito Sancler Ferreira, assinou um TAC no MPE, e se comprometeu a chamar os concursados do cadastro de reserva. 
                                   
O cronograma da convocação prevê listas de chamada para o dia 15/12/2015, dia 16/01/2016 e a última dia 16/04/2016.
                
Na lista está previsto a convocação de concursados do quadro reserva para assumir as vagas dos concursados classificados que desistiram. No total serão convocados 374 concursados.
                     
Vejam a cópia do TAC e da lista de convocação com os cargos que serão preenchidos.
         
Clique nas imagens para ampliar.
                



                   

PF quase mata muita gente de ataque cardíaco!!!

Foi um grande susto e um grande rebuliço ontem durante a Sessão da Câmara Municipal de Tucuruí, acontece que parou um carro da Polícia Federal na Praça Jarbas Passarinho e um Agente entrou na Câmara Municipal, não sei por qual motivo, mas foi o bastante para muita gente ficar apavorada.
                      
Dizem que ninguém chegou a se esconder embaixo das mesas ou fazer xixi nas calças, mas em compensação o banheiro lotou logo depois da visita, dizem também que acabou o estoque de remédio tarja preta nas farmácias da cidade...
                             

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Como o PMDB em Tucuruí se tornou um mau negócio para candidatos sérios?

                         
Um anônimo fez um comentário sobre a matéria "Enquete - Por que o PMDB virou um laranjal?" e como achei pertinente e interessante a opinião do leitor, resolvi publicar o comentário e a nossa resposta, esta é mais uma oportunidade de esclarecer e mostrar para a população de Tucuruí, os bastidores e os intestinos da política paraense. 
                    
Queremos mostrar à população a realidade nua e crua, estamos mostrando a política e os políticos sem as máscaras e o que tem por trás das cortinas, nos bastidores e nos camarins. 
                    

Não é uma coisa boa de ver, e nem de mostrar, nós sabemos disso, mas esta visão e este conhecimento por mais que nos revolte e entristeça é necessário, para que a população entenda como funciona a "política" no que ela tem de pior e mais perverso, e ao entender possa melhor avaliar, e avaliando corretamente possa tomar as decisões certas e possa ainda identificar os maus políticos, para que juntos e unidos, possamos erradicar estas pessoas da vida pública em nosso país, em nosso Estado e em nossa cidade.
                      

 Anônimo 11/24/2015 6:04 PM
                 
Muito boa a leitura dos fatos. Concordo em parte.
                 
O Momento político hoje é outro.
O Sancler não tem capital politico para fazer o seu sucessor. Todas as pesquisas mostram isso inclusive a pesquisa feita pelos seus aliados. Seu candidato a sucessão é fraco. Seu poder de influênciar votos pior ainda.
           
Se fosse só o interesse do Jones que tivesse em jogo, até poderia concordar com vcs.
             
Mas o interesse neste momento de ter um palanque competitivo em Tucuruí com chances de vitória é do Helder. O que é superior ao interesse do Parsifal, Claudio e companhia.
           
Neste sentido: Como seu capital politico está desgastado o Sancler tenta desarticular as candidaturas com chances de vitória.
                 
Responder Excluir
                   

 Folha de Tucuruí 11/24/2015 8:49 PM
             
O momento é outro, mas a arapuca é a mesma. Sancler não morreu e tem capital politico sim, apesar de estar NO MOMENTO muito desgastado, subestimar o adversário é um erro primário e quase sempre fatal. Mas além do capital politico Sancler tem e vai continuar tendo capital financeiro, enquanto o Prefeito tiver as chaves dos cofres da PMT ele tem dinheiro.
             
Agora vamos analisar Tucuruí do ponto de vista eleitoral, ou do ponto de vista do Helder: Nós somos uma cidade importante não pelo eleitorado e sim pela arrecadação (grana).
             
Segundo a Folha de São Paulo e de acordo com os gastos de campanha nas últimas eleições no Pará, o voto paraense custa R$ 12,37 cada, e Tucuruí tem 72.492 eleitores (segundo o TSE), isso quer dizer que o eleitorado de Tucuruí custa R$ 896.726,04, ou seja, os 72.492 eleitores do município custam R$ 896.726,04 em gastos de campanha.
           
Se o Sancler, e seus "empresários" (para o hôme invasor da Praça do Rotary isso é ninharia), investirem “apenas” um milhão na campanha do Helder, já é lucro e motivo para o barbalhinho entregar Tucuruí de bandeja, ainda mais que ele já tem um bom eleitorado na cidade com ou sem palanque, como demonstrou na eleição passada. Então para o Helder como candidato a governador, o peso de Tucuruí é mínimo como eleitorado.
           
Por outro lado, hoje a elite do PMDB em Tucuruí e região está se dando bem com o Prefeito Sancler, são inúmeros cargos estaduais e municipais e milhões em negócios com a Prefeitura, e o Parsifal que não é bobo, deve participar da festa. Então para que mexer em um time que está ganhando, e mais, está dando lucro?
                     
Mas e se o PMDB tiver a chance de fazer o prefeito, não seria melhor para o Parsifal e sua turma? Depende, com Sancler e seu sucessor, a teta é certa e o "leitinho" é certo por muitos anos, isso devido aos interesses e o comprometimento mútuo, no entanto com outro candidato, mesmo do PMDB, o acesso à teta fica incerto e duvidoso, suponha, por exemplo, que o candidato do PMDB não queira "repartir o pão", ou pior ainda, se o cara quiser dar uma de honesto? Aí é o fim do mundo, pois a teta seca e as crianças ficam sem o "leitinho".
               
Então por uma questão de lógica e matemática, os caciques do PMDB na região devem preferir a grana a fazer o prefeito pelo PMDB, e com a grana poderão “conseguir” milhares de votos em outros municípios da grande Belém, que tem um eleitorado muito grande e onde o Helder foi fraco na última votação, e ao mesmo tempo permitir que a elite do PMDB na região de Tucuruí continue mamando e se refestelando na administração do Sancler. 
                    
Desta forma a elite do PMDB (os barbalhos e Parsifal) mata dois coelhos de uma cajadada só, angaria recursos para a campanha do Helder na grande Belém e região onde ele perdeu, e ao mesmo tempo garante as tetas da PMT para seus cortesãos e áulicos, por no mínimo mais quatro anos. Enquanto isso o candidato traído e o povo fazem o papel de bobos da corte e pagam a conta.
               
Em nossa opinião, se o Jones quiser ter alguma chance de ser prefeito de Tucuruí terá que mudar de partido porque este é a maior roubada, e deve sair o mais rápido possível, para não perder mais tempo e sofrer mais desgaste, e se o PMDB quiser poderá indicar o vice (se eles tiverem algum), se não quiserem é só mandar os barbalhos e o Parsifal colocar a arapuca que eles chamam de partido onde eles quiserem. 
               
Responder Excluir
                        

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Enquete - Por quê o PMDB virou um laranjal?

                                   
Antes de lançar a enquete sobre o laranjal peemedebista, vamos esclarecer algumas coisas sobre os bastidores do partido no Pará e em Tucuruí.
                          
Em primeiro lugar o PMDB é um partido comandado por caciques políticos, cuja "elite" é a família Barbalho. Dentro da família barbalho existem três vertentes, a primeira é composta pelo cacique mor Jader Barbalho e sua esposa atual Dep. Simone Morgado, a segunda vertente é composta pelo Helder e sua mãe Dep. Elcione e a terceira é composta pelo Dep. Priante. Esta tríade comanda e é dona do PMDB paraense. Notem quantos membros da família tem mandato ao mesmo tempo, parece que no Pará estamos na velha era do coronelismo.
                        
Apesar de serem da mesma família, estas vertentes "brigam" e disputam poder entre si e muitos não se toleram, mas permanecem "unidos" pelo dinheiro, poder e sobrevivência.
                           
O ex-deputado Parsifal Pontes é muito "próximo" ao cacique mor Jader Barbalho, o qual costuma ouvir o Parsifal, no entanto é bom que fique claro que ouvir não é acatar e obedecer, pois Jáder é muito independente e prepotente, não abrindo mão de impor a sua vontade aos que o rodeiam e estão sob sua influência. Já o Helder, segundo comentários de pessoas próximas, não se entende muito com o pai e não gosta muito do Parsifal, mas o tolera em respeito ao Jader e também pela inegável influencia política do Parsifal dentro da politica paraense, no PMDB e outros partidos, e pela sua "esperteza", que chega a ser maquiavélica pela forma com que consegue induzir e manipular as pessoas e as situações em proveito próprio e do seu SELETO grupo.
                           
O Dep. Priante é quase "independente", um caso à parte, ele cuida mesmo é da sua vida e da sua carreira política, não liga muito para as brigas dos primos e do tio e ignora o Parsifal.
                          
Parsifal desistiu (por enquanto) de exercer mandato legislativo e desistiu definitivamente de ser prefeito, até porque as campanhas políticas são cansativas e dispendiosas e Parsifal tem a saúde delicada, não gosta de gastar dinheiro e bajular eleitor pobre.
                  
No entanto quem pensa que Parsifal e Cláudio Furman são cartas fora do baralho na política tucuruiense e que, portanto a fonte secou para eles está redondamente enganado, muito pelo contrário, esta é a melhor fase para eles e Tucuruí permanece uma mina de ouro para os velhos caciques de Tucuruí. A parasitose política é difícil de ser erradicada.
                     
Parsifal
                      
Vejamos no caso do Parsifal ele continua tendo grande influencia na politica local e influencia é sinônimo de vantagens políticas e econômicas. Parsifal e varias pessoas do seu círculo político continuam a se beneficiar da Prefeitura de Tucuruí, através de alugueis de carros, de imóveis, de nomeações para cargos públicos estaduais e municipais, venda de combustíveis e pelo aluguel de laranjas nas eleições municipais e financiamentos de campanha até mesmo em outros municípios. 
                 
Então Parsifal atualmente tem quase todas as vantagens de ser prefeito de Tucuruí, mas sem nenhum risco, sem assinar nada, sem se comprometer pessoalmente, sem cometer crimes contra a administração pública e sem risco de ser processado e preso. Ele se dá bem e ainda por cima "agasalha" sua turma, realmente uma situação muito confortável. 
             
Outra coisa, se o Sancler tem documentos e provas contra o ex-prefeito, Parsifal também tem documentos e provas contra o Sancler. É bom lembrar que o Jader tem grande influencia dentro do TCE, da Justiça Paraense e excelentes advogados.
         
Cláudio Furman
                      
Os Furmans (Ex-PTB) fora da prefeitura e ao se filiarem no PMDB se tornaram candidatos e laranjas profissionais, residem em outras cidades, mas voltam para Tucuruí de dois em dois anos para se candidatarem. 
            
Laranjal, um bom negócio.
              
Uma campanha politica, ainda mais quando não se busca ganhar, mas somente "participar", é um ótimo negócio, não só pelas vantagens de colocar o PMDB a serviço dos interesses políticos do Prefeito, mas pelas contribuições dos empresários, pelas polpudas sobras de campanha e pelas farras e gastanças à custa dos outros. Já para o "comprador de laranjas" a vantagem é uma eleição mais fácil e menos cara, ou seja, comprar laranja do PMDB evita muito trabalho e despesa.
                
Bom depois deste preâmbulo vamos à Enquete: 
              
Pergunta: Qual é o motivo do PMDB querer lançar mais um laranja como candidato a prefeito de Tucuruí sabotando outras candidaturas viáveis?
                   
1 - Parsifal e os Furnans não querem largar a teta da PMT e por isso entregam o PMDB ao prefeito?
                
2 - Os Pompeus e os Barreirinhas querem continuar a alugar imóveis, carros e continuar a ganhar licitações de combustíveis, vender e prestar serviços para a PMT e Câmara Municipal?
                 
3 - Parsifal e aliados no diretório municipal do PMDB querem se dar bem com o Sancler e querem parasitar a PMT e outros órgãos públicos?
               
4 - O PMDB acha que governar Tucuruí dá muito trabalho, processo na justiça e gasto com advogado, e que é mais fácil e dá mais lucro plantar laranja e alugar o partido?
                    
A enquete está na barra lateral direita, estamos aguardando a sua opinião.
                              

sábado, 21 de novembro de 2015

PMDB, uma arapuca e um balcão de negócios

Estamos publicando uma gravação do Cristiano Arrais, Presidente do PV em sua fala no Programa Tucuruí Agora, em que o mesmo critica indignado e de forma veemente a postura do PMDB que se coloca como um balcão de negócios e uma arapuca em Tucuruí.
     
Não julgamos o PMDB por ser um partido venal, se a cúpula do partido quer alugar ou vender a sigla o problema é deles e dos seus filiados, o problema é que o PMDB em Tucuruí, além de um balcão de negócios, se tornou uma verdadeira arapuca.
     
Quando chega à época de eleições municipais, o partido procura o candidato com maior potencial e mais capital eleitoral e o atrai para a sigla com promessas de que o mesmo será candidato do partido a prefeito municipal e contará com total apoio para a sua campanha. 
      
Para tornar a "proposta" mais atraente e crível, o político incauto é levado a participar de reuniões com os caciques do partido como o Parsifal Pontes, Helder Barbalho e até com o próprio Jader Barbalho. Depois de conquistar a confiança do politico e depois da filiação do mesmo, começam as reuniões e negociações políticas com os adversários do candidato, no caso de Tucuruí com o Prefeito Sancler, interessado em se reeleger (no caso da eleição passada) e agora interessado em eleger seu sucessor. Sancler está com muitos problemas para eleger seu sucessor nas eleições municipais, entre estes problemas se destacam:
     
1 - O candidato do Sancler é muito "pesado" e o prefeito está com baixa popularidade, o que requer um gasto muito grande nas eleições.

2 - Os outros candidatos lançados por "balões de ensaio" como 2ª opção ao candidato do prefeito também não decolaram.

3 - A Prefeitura de Tucuruí está falida e o prefeito responde a dezenas de processos na justiça, o que o deixa desesperado para eleger seu sucessor e garantir a sua defesa pelos melhores e mais caros advogados à custa dos cofres públicos.

4 - O candidato de oposição está bem situado em Tucuruí, e se tornou uma grande ameaça aos planos políticos e pessoais do prefeito, assim como à sua própria liberdade.
    
Desta forma, a melhor solução para o Prefeito seria neutralizar e destruir a candidatura do seu adversário a qualquer preço, então seu candidato "concorreria" com um candidato laranja, e é ai que entra o PMDB.
    
Vários políticos influentes do PMDB em Tucuruí e região se beneficiam diretamente da Prefeitura de Tucuruí, podemos destacar o Pompeu e família (com liderança politica em Cametá), que alugam inúmeros imóveis para a Prefeitura e para o Governo do Estado (além de exercerem cargos públicos), e tem também o Barreirinhas ex-prefeito de Breu Branco e família, que tem negócios milionários com a Prefeitura de Tucuruí, como por exemplo, venda de combustível e aluguel de veículos e máquinas para a PMT entre outros.
    
Tem também o ex-prefeito Parsifal Pontes cuja prestação de contas da sua administração está engavetada na Câmara Municipal, esta prestação de contas pode ser aprovada ou rejeitada dependendo da ordem do Prefeito Sancler Ferreira (PPS). Parsifal está nas mãos do Sancler.
       
Como podem ver o comprometimento da cúpula do PMDB é grande, e tem também parte do diretório municipal, pessoas habituadas a parasitar órgãos públicos e políticos no poder, e tem ainda os pré-candidatos a laranja do PMDB, que mesmo sem chances de se elegerem, estão de olho nas sobras de campanha e nas vantagens pela venda do partido.
     
A ARMADILHA
      
Com o politico preso em sua teia, começa a sabotagem da candidatura e o desmonte da imagem da vítima, agora transformada em mercadoria. Primeiro lançam dúvidas sobre a candidatura do politico na mídia local e através dos boateiros profissionais, nesta fase atual em Tucuruí, já lançaram até a candidatura da esposa do Parsifal, um verdadeiro absurdo, mas que serve aos propósitos dos venais. Nas eleições passadas chegaram a seguir o candidato Gualberto, que era a vítima da época, em suas andanças pela cidade. Mal o Gualberto saia de uma reunião com a população e com outros partidos políticos, e lá vinha o laranja e os membros venais do diretório do PMDB desmentindo tudo o que o Gualberto dizia e destruindo suas articulações políticas.
           
Com a imagem de um politico que não será candidato, com uma imagem de um politico fraco e mentiroso forjada pelos vendidos, a tendência da vítima é perder credibilidade e capital eleitoral, o que inviabiliza a sua candidatura concretizando a venda do partido, o lucro dos "comerciantes" e a eleição do "comprador".
              
Que a cúpula do PMDB negocie o partido isso é problema deles, o que não podemos aceitar de forma alguma é a armação, a enganação e a “política” rasteira, imoral e de baixo nível que se faz para destruir a candidatura e o capital politico das pessoas visando apenas vantagens pessoais, assim como comprometendo a disputa eleitoral e a igualdade de condições dos demais candidatos.
            
Os partidos políticos são constituídos para chegarem ao poder e ao governar implantar o seu projeto político, está é a finalidade de um partido político de verdade em uma democracia, já no poder o dinheiro, licito ou não, é apenas uma consequência. 
           
No caso do PMDB em Tucuruí o objetivo do partido foi desvirtuado, eles não querem nem mesmo o poder, pulam esta parte (que dá muito trabalho) e vão direto para as vantagens pessoais, e isso é uma verdadeira aberração que deve ser repudiada e execrada pela população e pelas pessoas sérias e de bem. 
              
Esta postura do PMDB é uma demonstração de uma enorme decadência ética e moral mesmo para os padrões da política brasileira, e uma vergonha para um partido que mal ou bem, faz parte da história de Tucuruí.
                 
Ouçam o que disse o Cristiano Arrais no programa Tucuruí Agora.
             
                          

Charge


sexta-feira, 20 de novembro de 2015

China quer importar jumento do Brasil

                     
Poxa, Tucuruí pode ficar rica com a exportação de jumentos para a China, o que tem de jumento na política e em "alguns" partidos políticos em Tucuruí...
       
Chiiiiii!!!!! acho que ofendi os jumentos...
                   

Sancler vai vender novamente a folha de Pagamento da Prefeitura

                         
A Prefeitura de Tucuruí está fazendo a licitação para a Folha de Pagamento, será qual banco vai comprar este elefante branco?
                  
Como sabemos, a Caixa Econômica Federal só teve prejuízos com a Folha de Pagamento da Prefeitura, os funcionários contraem empréstimos consignados (o que deveria dar lucro ao banco), mas a Prefeitura não repassa ao banco as parcelas descontadas do salário dos servidores, como o banco não cobra da prefeitura tem de cobrar dos funcionários municipais que por sua vez processam o banco pela cobrança indevida, resultado: O banco tem mais prejuízos ainda com o pagamento das indenizações.
              
Pior é que não sobra dinheiro nas contas dos servidores, pois com o salário defasado e endividados não fica dinheiro na conta dos servidores e muito menos em poupança, ou seja, a Folha de Pagamento da PMT não dá lucro, em compensação dá muita dor de cabeça.
             
Pior ainda para o funcionalismo, que vai ter de mudar para outro banco e ter trabalho para pegar cartões, senhas e perder tempo com a burocracia.
             
Mas é isso ai, graças a Deus só falta um ano e 40 dias para terminar este mandato infernal.
               

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

E aí Jairo, onde foram parar os R$ 19.000.000,00 do asfalto do Palmares?

                     
SOBRE O ASFALTO PARA OS BAIRROS: PALMARES I e II
                     
Informações dão conta que o vereador Jairo Holanda (PSDB), que é ligado ao prefeito Sancler Ferreira (PPS), teria conseguido junto ao governo do Estado do Pará recursos para o asfaltamento dos bairros Palmares I e Palmares II, e que os serviços serão iniciados em março de 2016.
                   
Ok! Ok! Por onde quer que seja anunciado, que o asfaltamento aconteça.
                   
Contudo, é importante informar que os referidos bairros, conforme se pode verificar abaixo, constam na relação dos cinco bairros (Nova Conquista, Palmares I, Palmares II, Tozetti e Beira Rio) que em 2011, via Ministério dos Transportes, teriam sido contemplados com R$ 19.310.000,00 para obras de pavimentação asfáltica e drenagem.
             
As obras foram realizadas no Beira Rio (asfalto com buracos no lugar de bueiros e sem sarjeta) e NADA no Palmares, mas quanto ao abandono dos 'Palmares' é oportuno levantar a seguinte pergunta:
                  
- O dinheiro foi pouco?
- Dos dezenove milhões, o dinheiro para o asfaltamento do Palmares teve o mesmo destino dos R$ 38.000.000,00?
                          
É bom lembrar que no caso do asfalto do Beira Rio, teve mais de R$ 1.900.000,00 em emendas estaduais dos então deputados Deley Santos e Gualberto Neto e a Prefeitura recebeu R$ 1.000.000,00 do Governo do Estado (Governo Ana Júlia) para o asfaltamento do Nova Conquista. Clique aquiClique aqui e Clique aqui.
                    
Com a palavra o Ministério Público Federal. Quantas vezes Tucuruí vai ter de pagar por este asfalto?
                       

PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM NOS BAIRROS NOVA CONQUISTA, PALMARES I, PALMARES II, TOZETTI E BEIRA RIO. DE TUCURUÍ

ÓRGÃO RESPONSÁVELMINISTÉRIO DOS TRANSPORTES
EXECUTOR:Prefeitura Municipal
MUNICÍPIOS:TUCURUÍ
PREVISTO 2011-2014:R$ 19.310.000.00,00
Estágio:Em contratação              
Fontes:
         
Aqui http://goo.gl/knxgBb
Aqui http://goo.gl/c0xP9P
               

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Charge


Sancler está a um passo de neutralizar o seu principal adversário

                           
O Folha de Tucuruí havia sido informado por uma pessoa ligada à cúpula do PMDB na semana passada, que teria acontecido uma suposta reunião em Belém entre o Parsifal, Helder, Sancler, Jairo, parte da cúpula do PMDB em Tucuruí e mais dois pré-candidatos ligados (direta e indiretamente) ao prefeito. 
      
No início optamos por não publicar a informação já que nesta época em que falta menos de um ano para as eleições municipais, muitas "notícias" são plantadas de forma proposital, no entanto os últimos acontecimentos nos levam a crer que a informação pode estar correta e procede.
                    
Segundo nosso informante, supostamente o objetivo da tal reunião seria sabotar a candidatura do Jones e lançar um laranja como candidato do PMDB (de novo), facilitando a eleição do candidato do prefeito e ao mesmo tempo reduzir o custo da campanha para o Prefeito e seus aliados ao eliminar o seu principal adversário.
                 
Ao anunciar publicamente a sua candidatura, o Claudiney e o PMDB desmoralizaram o Jones, pois o mesmo ficou com a sua imagem abalada perante o eleitorado ao parecer um político fraco, inexperiente e sem liderança e autoridade dentro do próprio partido, além disso, o Jones ficou com a imagem de um político mentiroso ao anunciar uma candidatura "inexistente". A reação do Jones ao golpe de agora em diante vai determinar as suas chances nas eleições municipais e o futuro da sua carreira política.
               
A ideia de o Claudiney apresentar o Barata como seu vice deu mais "credibilidade" para a sua candidatura perante o eleitor, um golpe de mestre. Afinal se ele já tem até um vice é ele o candidato e fica muito difícil para o Jones provar o contrário. 
                                     
Diante disso e ao "desmoralizar" publicamente o Jones e convencer o eleitor de que o mesmo não será candidato, é de se esperar que o Jones despenque nas pesquisas eleitorais, favorecendo o candidato do prefeito e o laranja do PMDB, um plano muito bem engendrado que não poderia estar sendo executado com sucesso sem a participação da cúpula do PMDB Estadual, leia-se Parsifal/Helder, e de parte da cúpula do PMDB municipal.
              
Segundo o informante, Sancler também teria infiltrado pessoas dentro da base e próximos ao Jones para que os mesmos convençam o Jones a entrar no jogo do Sancler e permanecer no PMDB até abril apesar das sabotagens e das evidências de traição, abril é o último prazo para que o Jones troque de partido, é praticamente o mesmo plano da eleição passada.
           
A ideia é convencer o Jones de que o Sancler quer que ele saia do PMDB, sendo que é exatamente o contrário, Jones está exatamente onde quer o Sancler, um partido fácil de ser cooptado e manipulado.
              
Para nós foi uma verdadeira loucura do Jones se filiar no PMDB e arriscar seu capital político tendo como garantia "apenas" a palavra do Parsifal e de um barbalho que na verdade não significa nada, alias um barbalho sem poder de decisão, já que o chefe e o manda chuva do PMDB no Pará é na verdade o barbalhão das pererecas. 
                                      
Com 35 partidos no Brasil o Jones foi se filiar justamente no PMDB, o partido que o Sancler pediu a Deus para abrigar seus adversários? Será coincidência? Outra coisa, o tempo é aliado do prefeito, quanto mais o Jones perder tempo e capital político com as sabotagens melhor para ele e para o candidato da "Prefeitura".
                  
O estrago já está feito e o nó da forca está pronto, só resta ao Jones dar uma de "macho" e enquadrar o Parsifal e os barbalhos, exigindo o controle total do partido e do diretório municipal, ou mandar as raposas do PMDB enfiar o partido onde eles quiserem.
                   
O problema do Jones é que o pior cego é o que não quer ver, aviso é o que não falta e não faltou. Aparentemente e Jones parece ser incapaz de perceber o tamanho do estrago em sua candidatura e à sua imagem devido ao lançamento da pré-candidatura Claudiney/Barata. 
                    
Nós do Folha gostaríamos de ver uma disputa democrática, igualitária e justa nas eleições municipais em Tucuruí, mas estamos percebendo que este desejo está cada vez mais difícil de se concretizar.
                                 

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

PMDB Tucuruí...


SISEMPPA pede o afastamento do Procurador Geral de Justiça do Pará

Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Pará (SISEMPPA) pede o afastamento do Procurador Geral de Justiça Marcos Neves.
                            
Em Carta Aberta o SISEMPPA faz inúmeras denuncias contra o Procurador (chefe do MPE), o SISEMPPA denuncia também "acordos políticos", perseguições, assédio moral e sexual na instituição.
                   
Nós do Folha sempre batemos na tecla e é nossa opinião que a influencia política do Governador Jatene (PSDB) ajuda e defende a impunidade em Tucuruí, e esta denuncia do SISEMPPA vem corroborar a nossa opinião de que existe de fato influencia politica na atuação tolerante do MPE em Tucuruí quando estas denuncias envolvem o Prefeito Sancler e seus assessores, haja vista que os mesmos continuam gozando de total impunidade, e praticam toda sorte de desmandos e ilegalidades. Apesar das denuncias e dos processos, as práticas continuam, como por exemplo: contratações sem concurso como moeda de troca, nepotismo e contratos da PMT com empresas de laranjas, é como se nada tivesse acontecendo, e como se a Lei e a justiça não existissem para eles. 
                   
O CNMP determinou o afastamento do Procurador Geral de Justiça do Pará (Chefe do MPE) que é acusado de Improbidade Administrativa (determinação não obedecida), agora diante da situação caótica por que passa o MPE (segundo o SISEMPPA) dentro da própria instituição, como esperar uma atuação firme e eficaz do MP contra os crimes perpetrados contra a administração pública na Prefeitura de Tucuruí, cujo prefeito está blindado pelo Governador do Estado? 
                   
Terão os promotores em Tucuruí, por mais competentes e íntegros que sejam, condições de enfrentar as forças políticas (incluindo o próprio Governador) que atuam na cúpula da própria instituição e ao mesmo tempo dão sustentação e blindagem ao Prefeito Sancler Ferreira (PPS)? Em nossa opinião e diante da impunidade que até agora teima em reinar em Tucuruí, a resposta é um sonoro NÃO!!! 
                     
Nós do Folha apoiamos e defendemos o MP, inclusive fizemos campanha contra a PEC 37 por acreditar que o fortalecimento e a atuação independente do MP é fundamental para a democracia, para o Estado de Direito e para a defesa da sociedade, não mudamos a nossa opinião e continuamos a acreditar no MP, por isso mesmo apoiamos e vamos dar publicidade e visibilidade ao Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado do Pará e a sua luta na defesa da instituição. 
                  
Abaixo a Carta Aberta à População de autoria do SISEMPPA.
                         
--------------------------------------------------------------------------
                                 

                         

domingo, 15 de novembro de 2015

Justiça Federal mantém a competência para julgar o caso do desvio de trinta e oito milhões da Prefeitura de Tucuruí

Dois dos envolvidos no desvio de R$ 38.000.000,00 (trinta e oito milhões) da Prefeitura de Tucuruí solicitaram a Justiça Federal que o processo que apura o desvio fosse julgado pela Justiça do Estado do Pará, que segundo a defesa dos acusados é que teria a competência para julgar o processo, no entanto a Justiça Federal rejeitou a exceção e manteve a competência na esfera Federal. 
           
Este é um duro golpe para os acusados, pois se o processo fosse para a Justiça Estadual, aparentemente acredita a defesa e acredita também a população de Tucuruí, os acusados teriam grandes chances de permanecer impunes. O Prefeito Sancler Ferreira (PPS) tem grande influencia junto ao Governador Jatene (PSDB), que certamente faria e fará de tudo para evitar uma condenação.
    
Apesar das dezenas de processos de iniciativa do MPE na Justiça Estadual, processos estes com provas e documentação inquestionável a que responde o Prefeito Sancler (PPS) por crimes contra a administração pública, em nenhum processo o prefeito foi condenado, pelo contrário, as acusações do MPE em inúmeros processos incompreensivelmente continha inúmeras falhas, o que causou a extinção dos vários processos sem nem mesmo julgamento do mérito, outros processos estão parados há anos à espera de julgamento, para ter uma ideia a simples notificação do prefeito costuma levar meses, pois o Oficial de Justiça aparentemente não sabe onde o prefeito mora e trabalha. 
                    
Já as notificações contra líderes da sociedade organizada e blogueiros que incomodam o Prefeito são entregues em tempo recorde pelos oficiais de justiça, mal dando tempo de secar a tinta da assinatura do Juiz.
    
A permanência do processo na Justiça Federal reacende na população de Tucuruí a esperança do fim da impunidade e da corrupção na cidade, assim como a esperança de que finalmente Tucuruí deixe de ser uma TERRA SEM LEI. 
                    
Nossos parabéns à Justiça Federal que reacende na população de Tucuruí a confiança na justiça e na Lei. Uma luz no fim do túnel da corrupção desenfreada e da impunidade em nossa cidade.
             
Nós sempre acreditamos que não importa quantas batalhas vença o mal e quanto tempo leve, a vitória final é sempre do bem e daqueles que confiam na justiça de Deus e que não tem fé no mal.
         
Vejam a decisão da justiça.
         
   

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

A involução, nem Darwin pôde prever...

Se vivo fosse, nem Charles Darwin acreditaria que na política brasileira a involução produziria tais mutações...
         
Alguns políticos brasileiros desafiam e contradizem a teoria da Evolução das Espécies...
      

Presidente do STF e avisa que Brasil não sofrerá “golpe”

                 
O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Ricardo Lewandowski, afirmou nesta sexta-feira (13) que o Brasil precisa de “paciência” nos próximos três anos e avisou que o País não será alvo de um “golpe institucional”, o que, segundo ele, traria de volta os tempos “tenebrosos”.
                  
Em palestra ministrada em faculdade de São Paulo, Lewandowski não citou o nome da presidente Dilma Rousseff, mas se referia claramente aos pedidos de impeachment que foram protocolados contra ela na Câmara dos Deputados.
                   
— Com toda a franqueza, devemos esperar mais um ano para as eleições municipais. Ganhe quem ganhe as eleições de 2016, nós teremos uma nova distribuição de poder. Temos de ter a paciência de aguentar mais três anos sem nenhum golpe institucional.
                   
O ministro do Supremo afirmou que, caso houvesse um golpe, “estes três anos (após o 'golpe institucional) poderiam cobrar o preço de uma volta ao passado tenebroso de trinta anos”.
                 
— Devemos ir devagar com o andor, no sentido que as instituições estão reagindo bem e não se deixando contaminar por esta cortina de fumaça que está sendo lançada nos olhos de muitos brasileiros. Leia mais sobre este assunto no R7.
     
No contexto em que mencionou "cortina de fumaça", Lewandowski se referia a uma crise que ele considera eivada de "artificialismo". Na visão de Lewandowski, a crise do país tem mais fundo político do que econômico.
       
"O STF não está se deixando envolver emocionalmente por estes percalços que estamos vivendo", disse.

                

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Movimentos sociais pedem à Justiça Federal a punição dos responsáveis pelo desvio de R$ 38.000.000,00 da Prefeitura de Tucuruí

Centenas de integrantes dos movimentos sociais que combatem a corrupção em Tucuruí, foram até a Justiça Federal pedir a punição para os responsáveis pelo desvio de R$ 38.000.000,00 (trinta e oito milhões) da Prefeitura de Tucuruí.
     
Na oportunidade e ao contrário de outras instituições, os cidadãos não foram recebidos por um aparato policial repressivo e portas fechadas, pelo contrário, foram recebidos com cordialidade, educação e respeito pela Juíza Federal Drª. Cláudia, que informou aos cidadãos que o processo está tramitando em sigilo mas que está bem adiantado.
      
Esperamos que pela primeira vez na história de Tucuruí os corruptos respondam pelos seus crimes e sejam punidos.
     
CHEGA DE IMPUNIDADE, TUCURUÍ PRECISA DEIXAR DE SER UMA TERRA SEM LEI!!!
         


Prefeitura de Tucuruí pratica apropriação indébita e descontos indevidos nos salários dos servidores municipais

Charles Tocantins
Mais perdidos que cego em tiroteio e a incompetência elevada ao quadrado, é o resumo desta administração caótica, arbitrária e irresponsável do governo Sancler Ferreira e do PPS em Tucuruí. 
         
Uma coisa de louco, quando pensamos que o prefeito já cometeu todas as arbitrariedades e ilegalidades administrativas possíveis, ele se supera e comete outras ilegalidades e outros absurdos piores ainda.
            
Desta vez a sacanagem é contra os servidores da saúde municipal cujo Secretário é o Charles Tocantins que "manchou" uma boa reputação e um bom currículo, que TINHA antes de ser Secretário Municipal de Saúde de Tucuruí, no entanto Charles Tocantins se deixou contaminar pela incompetência e pela falta de seriedade do governo Sancler/PPS em Tucuruí, o que está arruinando a sua reputação. Daqui a 20 anos quando alguém fizer uma pesquisa na Internet estará registrada a caótica passagem do Charles como Secretário de Saúde de Tucuruí, agora todos estes absurdos e desmandos faz parte da sua história.
                   
Vejam a ultima do secretário. Charles mandou pagar 1/3 de férias dos servidores da saúde como manda a Lei, mas ao mesmo tempo retirou o mesmo valor em um desconto inexistente e ilegal que ele mesmo inventou. 
               
Vamos explicar a "malandragem", por exemplo: Um servidor que tem direito a R$ 500,00 (quinhentos reais) devido à 1/3 de férias, este valor é acrescentado ao salário do mês como 1/3 de férias, até ai tudo bem, só que ele na sua sandice e irresponsabilidade, criou um desconto denominado "Líquido Férias", um absurdo, este cidadão é de uma irresponsabilidade para ninguém botar defeito e deve achar que o servidor municipal é um retardado para aceitar uma roubalheira desta.
                      
Com isso o servidor é prejudicado duas vezes, a primeira é que fica sem a sua gratificação de férias e a segunda é que paga mais caro pelos descontos obrigatórios que incide sobre seu salário bruto.
                  
Neste caso, foram cometidas pelo menos duas irregularidades, a primeira é o não pagamento da gratificação de férias e a segunda é o desconto indevido, não permitido pelo funcionário e não previsto em Lei. Ou seja, isso é apropriação indébita, ou na linguagem popular: ISSO É ROUBO.
                   
Uma vergonha...