Tucurui

Tucurui

Notícias

Alterar o idioma do Blog

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Culto no GETAT em memória do Prefeito Jones William reúne milhares de pessoas

Um culto evangélico no Bairro do GETAT reuniu milhares de pessoas, como no culto católico na Praça Jarbas Passarinho o clima foi de intensa comoção e clamores por justiça.
          
É grande a movimentação policial em Tucuruí com inúmeras viaturas e helicópteros sobrevoando a cidade e a região dos lagos, o que nos leva a supor que é eminente uma operação policial na cidade.
           
Como era de se esperar e é inevitável, a rede de boatos circula pelas redes sociais e no boca-a-boca, cada um tem a sua versão e os seus "suspeitos", nenhum político em Tucuruí está livre de suspeitas de acordo com os inúmeros boatos que circulam pela cidade.
           
A criação e divulgação de boatos faz parte da natureza humana e é praticado por todas as sociedades, portanto é inútil tentar evitar que as pessoas comentem um assunto tão importante e que meche com a emoção de toda a população, independente de partido político, religião ou classe social. A única forma de parar com os boatos é a solução do crime e a apresentação dos assassinos, quando a sede de justiça e a curiosidade da população poderão ser saciadas e o povo de Tucuruí possa voltar à normalidade.
           
O assassinato do Prefeito Jones William é um assunto mal resolvido, e como todo assunto mal resolvido este crime é um fantasma que vai continuar a assombrando a cidade e a classe política de Tucuruí até que seja resolvido com a verdade e a justiça. Até lá teremos que conviver com os boatos e com as suspeitas, quanto a isso não há nada a fazer, só a verdade pode libertar Tucuruí deste horror e trazer algum alívio para a população.
            
Algumas imagens do Culto no GETAT da Página Veja Tucuruí - Pará publicadas no Facebook.
         
       
     
       
         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: Comentários contendo ofensas pessoais, palavrões, denuncias sem provas, ou afirmações negativas baseadas em “opiniões” ou suposições, tendo como objetivo perseguições pessoais ou politico partidárias, contra pessoas e/ou instituições, e não em FATOS concretos que se possa comprovar, serão moderados ou excluídos a critério da Equipe Folha. Evite também escrever em caixa alta (Letra maiúscula).

Agradecemos pela sua participação.

Um grande abraço!!!